Blue Marlin Hotel: São Vicente ganha mais 21 quartos com novo hotel

1936

Está em fase de acabamento mais uma unidade hoteleira em São Vicente, que vai reforçar a capacidade de acolhimento na ilha com 21 quartos. Trata-se do Blue Marlin Hotel, localizado no Alto d’Fortim, que tem como principal atractivo uma vista panorâmica sobre a Baía do Porto Grande.

O hotel vai oferecer vários serviços, designadamente restauração, quartos amplos totalmente equipados, piscina, ginásio, spa, de entre outros. É um empreendimento amigo do ambiente, ou seja, o abastecimento é totalmente garantido por energia renovável, em particular a eólica. A inauguração do estabelecimento está agendada para o dia 01 de Fevereiro de 2018, segundo os promotores, o casal Victória Santos e Didier Jeanne.

Ao Mindelinsite, Victória Santos revelou que adquiriram o terreno para construir a sua residência. Mas, tendo em conta a localização estratégica e por que estão no sector – são proprietários do Residencial Alto Fortim – decidiram erguer um hotel nos 400 metros quadrados de terreno. “Decidimos fazer um grande investimento como forma de expandir, mas também para ligar os projectos que temos em São Vicente, designadamente o residencial e o Centro de Pescas”, frisa Santos, realçando que já investiram até agora cerca de setenta mil contos.

É um facto que a vista do hotel é uma grande valia. Da sacada dos quartos vislumbra-se toda a Baía do Porto Grande e uma parte significativa da cidade do Mindelo. “Dá para ouvir ‘pite na baía’ e o tradicional fogo-de-artifício de 31 de Dezembro, sem qualquer obstáculo. Esta é uma área estratégica. O hotel está muito bem localizado”, confirma a proprietária do hotel, espaço que vai garantir pelo menos 20 postos de trabalho, quando começar a funcionar.

Para viabilizar o investimento, os promotores estão disponíveis para trabalhar com todos os mercados emissores. Uma tarefa não muito complicada, tendo em conta que já exploram um centro de pesca, na Marina, onde recebem russos, holandeses, alemães e turistas de outras nacionalidades, que viajam para Cabo Verde para praticar pesca desportiva.

Estamos a expandir os nossos investimentos. Queremos com este hotel ligar os três projectos – o centro de pesca, o residencial e o hotel – por forma a recebermos todo o tipo de cliente, independentemente do seu poder de compra. Só para se ter uma ideia, os clientes que vêm fazer pesca desportiva gastam em torno de 800 euros/dia”, afirma Victória Santos.

Refira-se que este é um investimento cem por cento nacional, feito por um casal que se mostra disposto a ultrapassar todas as dificuldades. Para isso, segundo a nossa entrevistada, estão a elaborar uma estratégia para se adaptar ao mercado, sobretudo nos períodos de menor procura. Por isso investiram em fornos especiais para oferecer “noites de pizzas” aos mindelenses.

Temos capacidade para fazer grande quantidade de pizzas em curto espaço de tempo. Também temos um grande restaurante, com todas as condições para receber casamentos e outras festas. Estamos preparados para atender todos os pedidos dos clientes e as exigências do mercado”, salienta a empresária, que aguarda com ansiedade a entrada em funcionamento deste hotel, cujos trabalhos de construção arrancaram há menos de dois anos.

Constânça de Pina

(Visited 1.978 times, 1 visits today)