Elísio Freire dá posse a Didi Duarte: Jogos da selecção e pista de atletismo no “Adérito Sena”

321

O ministro Elísio Freire sublinhou ontem à tarde a decisão do Governo de “devolver” os jogos da selecção nacional de futebol à ilha de S. Vicente já em 2018. Segundo Freire, o objectivo da tutela do Desporto é ir mais longe e colocar S. Vicente no mapa como uma das ilhas especializadas na organização de grandes eventos desportivos.

“Mas temos primeiro que investir no estádio Adérito Sena por forma a permitir que seja certificado pela FIFA para receber jogos internacionais”, realça Freire, que anunciou outros planos em carteira para o incremento do desporto em S. Vicente, durante a cerimónia de posse de Adelino Duarte como delegado da Direcção-Geral dos Desportos na cidade do Porto Grande. No tocante ainda ao estádio Adérito Sena, é pretensão do Executivo, conforme esse governante, equipar essa infra-estrutura municipal com uma pista de tartan, para disponibilizar outras condições de treino aos atletas e atrair provas internacionais para Mindelo.

“Queremos ainda instalar em S. Vicente o centro de rendimento desportivo, aproveitando as infra-estruturas existentes. Ciente de que o futebol está na base desse empreendimento, será possível potenciar as outras modalidades colectivas e individuais, como por exemplo o Atletismo, Basquetebol, Andebol e Ténis, que são praticadas há muitos anos nesta ilha”, frisa o ministro dos Desportos, que quer ainda ver viabilizado o Centro de Medicina Desportiva do Mindelo através de uma parceria público-privado.

Uma mão cheia de projectos que foram anunciados por Elísio Freire na tomada de posse do professor Adelino Duarte no cargo de Delegado da Direcção-Geral dos Desportos em S. Vicente, perante uma plateia composta pelo edil Augusto Neves, dirigentes desportivos, atletas e entidades públicas. Uma escolha que Didi Duarte abraçou com toda a força e que, como o mesmo admite, promete ser um dos desafios mais difíceis na sua longa vida desportiva. “(…) confesso que jamais passou pela minha cabeça ocupar um cargo de tamanha responsabilidade, mas, com o incentivo de pessoas que são queridas e porque não sou de virar a cara à luta, aceitei o convite e espero aqui continuar por muitos anos, não pela ganância e pelo cargo, mas sim pela capacidade de trabalho”, frisa o novo representante da DGD na cidade do Mindelo, que promete trabalhar para elevar o nome de S. Vicente no mundo do desporto, uma ilha que, diz, tem tradição e herança desportiva e produzido atletas de excelência.

Para Didi, é chegado o momento das entidades que tutelam o desporto se aproximarem mais, em especial a Câmara de S. Vicente, que é nada menos que “o maior parceiro” desportivo da ilha e tem por isso um “papel decisivo e interventivo” nessa mudança de paradigma. Na perspectiva desse treinador de andebol, três pontos são fundamentais para que S. Vicente e Cabo Verde possam elevar a qualidade do desporto: continuar e reforçar a aposta na formação, produzir atletas de topo e, tão ou mais importante, apostar nos centros de medicina desportiva. Alvos que o país terá que atingir, caso queira um “desporto de qualidade”, na visão de Didi Duarte.

Kim-Zé Brito

(Visited 323 times, 1 visits today)

1 COMENTÁRIO

  1. “Queremos ainda instalar em S. Vicente o centro de rendimento desportivo…..será possível potenciar as outras modalidades, coletivas e individuais, como por exemplo, o Atletismo, Basquetebol, Andebol e Tenis”, ah coitado do Voleibol em S. Vicente, essa não entra na lista, “atê Tenis e Atletismo ja passob, nha modalidade ta cabode na nada, nem notificação ta recebe na comunicação social”, mas também do jeito que as coisas vão mesmo na nossa modalidade, sem projeto e plano de atividades por parte da ARVSV, se calhar não merecemos destaque mesmo!!!!! Parabéns ao meu caro amigo Didi, muitas felicidades e sucessos nesse novo cargo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here