Guiné-Bissau inaugura Laboratório Nacional de Pescado

27

O Governo da Guiné-Bissau acaba de inaugurar o seu primeiro Laboratório Nacional de Pescado, que vai permitir controlar a qualidade dos produtos de pesca e responder às exigências dos consumidores. Este investimento, feito pela União Europeia, vai dotar o país de condições também para exportar.

“Este é o resultado evidente de que o país foi dotado de uma infraestrutura de qualidade moderna, que corresponde às necessidades”, afirmou o ministro das Pescas guineense, Orlando Viegas.

Para o governante, a inauguração representa um “marco histórico e reflecte a tendência internacional dos países de adoptarem as novas exigências dos consumidores do controlo de qualidade dos géneros alimentícios”.

“Não posso deixar de mencionar que esta realização exigiu grande esforço, muito trabalho”, salientou o ministro, durante a cerimónia de inauguração.

Presente na cerimónia esteve também Emanuel Berke, representante da União Europeia ligado ao gabinete que trata dos acordos de pesca (DG-Mare), que salientou que a Guiné-Bissau tem agora “condições para desenvolver de forma viável a exportação dos seus recursos”.

“Não temos aqui só os recursos pesqueiros, temos aqui também técnicos, a experiência que estão prontos para trabalhar para que o peixe aqui pescado possa ser exportado”, disse.

O novo laboratório foi construído com fundos do acordo de parceria das pescas entre a Guiné-Bissau e a União Europeia e no âmbito de um projecto financiado pelo Banco Mundial.

C/ Angop

(Visited 28 times, 1 visits today)