PM anuncia construção do Parque Tecnológico de São Vicente no 1º semestre de 2018

385

O Primeiro-ministro anunciou ontem no Mindelo o arranque, no primeiro semestre do próximo ano, da construção do Parque Tecnológico de São Vicente. Ulisses Correia e Silva aproveitou a abertura da feira URDI 2017 para dizer ainda que o Governo vai aproveitar a oportunidade para realizar uma Feira Internacional de Inovação, Ciência e Tecnologia na ilha do Porto Grande.

No primeiro semestre de 2018 vamos arrancar com a construção do Parque Tecnológico de São Vicente. Será uma oportunidade para realizarmos uma feira de inovação, ciência e tecnologia”, disse o Chefe do Governo, realçando que é preciso aproveitar porque os condimentos existem em São Vicente. “Quanto há criatividade, juventude e conhecimento é uma questão de organizar e criar um ecossistema que seja favorável. Que aproveitemos e lancemos as bases fortes para aquilo que é a construção hoje do futuro de qualquer país nos domínios da ciência, da tecnologia e da inovação, para que sejam também uma referência aqui em São Vicente”, pontuou.

Entretanto, na óptica de Ulisses Correia e Silva, para São Vicente ser uma ilha empreendedora, é preciso fazer investimentos na economia, papel que reserva ao sector privado. “O investimento público é para abrir caminho ao privado. Estou a referir investimentos privados na indústria, no turismo, no comércio, mas também na cultura. O Estado, representado pelo Governo, deve criar as condições e um ambiente favorável para as famílias, as empresas, os investidores e os homens da cultura façam acontecer. O nosso papel é promover e criar condições para que a sociedade pulse e realize as expectativas e necessidades de uma ilha como São Vicente”, acrescenta.

Para além do Parque Tecnológico, o PM afirmou que o próximo Festival da Baía das Gatas será numa via asfaltada, alegando que este é um investimento para que possa ser uma estrada da economia porque vai trazer mais projectos e recursos para a ilha. Segundo Correia e Silva, esta estrada vai permitir desenvolver a zona da Baía das Gatas como uma centralidade turística, resultado de uma parceria com a Câmara Municipal, que está a requalificar toda a orla marítima, o que lhe permite concluir que Mindelo tem condições de ser um chamariz cada vez maior.

Constânça de Pina

(Visited 385 times, 1 visits today)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here