PM “Estamos a apostar numa política de regionalização não apenas na prespectiva de dividir o bolo “

535

O Primeiro ministro, Ulisses Correia e Silva, afirmou que o seu governo está a apostar numa política de regionalização, não na perspectiva de dividir o bolo, mas sim de potenciar a riqueza de cada ilha dentro do todo nacional. Correia e Silva, que reagia à manifestação contra o “centralismo discriminatório” ocorrida em São Vicente, defendeu que é preciso fazer crescer em cada ilha uma economia potente que se desenvolva dentro do todo nacional.

Este país precisa criar mais riqueza. O modelo de Regionalização que defendemos seguramente irá contribuir para resolver este problema, porque precisamos de um modelo de administração do Estado que seja mais próxima a aquilo que é a nossa configuração geográfica. E quando nós falamos numa Regionalização é no sentido de fazer crescer o país acima daquilo que existe hoje. Não apenas numa perspectiva de dividir o bolo, porque as vezes há uma concepção de que o bom desenvolvimento é pegar e distribuir. Nós temos é que criar, fazer crescer em cada ilha uma economia com capacidade de potenciar as suas condições dentro do todo nacional”, afirmou Correia e Silva.

O chefe do Governo defendeu que Cabo Verde tem potenciais naturais, organizacionais e humano para fazer com que as ilhas cresçam e criem oportunidades de emprego e de rendimento. E é por isso que está trabalhar num sistema de Regionalização que se encaixe neste desiderato. “Estamos a trabalhar o objectivo da regionalização não para colocar uma ilha contra outra, ou ilhas a combaterem outras, porque isto não é Cabo Verde. Cabo Verde é uma nação que sempre se constituiu na base da solidariedade e de um entendimento forte, de pertença. O objectivo é fazer com que cada ilha tenha condições dentro do todo nacional para aspirar a um desenvolvimento superior,”sintetizou Ulisses Correia e Silva.

C/TCV

(Visited 573 times, 1 visits today)