Praça Dom Luís recebe ensaio técnico para desfile de verão

180

A Praça Dom Luís recebe esta segunda-feira, 07 de Agosto, o ensaio técnico dos grupos oficiais de São Vicente e da delegação brasileira, que vão fazer o desfile do Carnaval de Verão 2017. Vai ser apresentado o resultado dos workshops realizados ao longo desta semana e que contaram com representantes dos grupos carnavalescos de São Vicente, São Nicolau Sal e Santiago. O desfile vai ser coordenado pelo carnavalesco Milton Cunha.

O ensaio geral serve para acertar os detalhes do desfile de terça-feira. Pela primeira vez, os participantes dos workshops, que aconteceram em espaços diferentes, vão-se encontrar e trabalhar juntos. “Vamos trabalhar aquilo que apreendemos esta semana, claro sem desvirtuar o Carnaval de São Vicente. Os especialistas brasileiros trouxeram um bocadinho daquilo que é a sua experiência. Assimilamos os aspectos positivos. Por exemplo, teremos uma comissão de frente, com uma coreografia montada por Patrick Carvalho. Uma porta-bandeira e um mestre-sala muito experientes e a batucada do mestre Casagrande”, explica David Leite, presidente da Escola de Samba Tropical.

O mapa disponibilizado pelo carnavalesco Milton Cunha ao Mindelinsite revela que o desfile abre com uma comissão de frente preparado por Patrick Carvalho. Seguem as alas dos mestres-salas e porta-bandeiras liderados por Licinha Nobre e Marlon, os grupos Flores do Mindelo e Monte Sossego, rainha de bateria Raissa, bateria do mestre Casagrande. Ainda, o carro de som do Dudu Nobre, o casal de passista DHU e Karla, Baianas do Mindelo, Cruzeiros do Norte, Samba Tropical e Vindos do Oriente. Encerra o desfile os Mandingas da Ribeira Bote, que vão arrastar atrás de si a multidão. Outra novidade é que, ao contrário do anunciado anteriormente, o cortejo terá ainda carros alegóricos de grande porte.

“O ensaio técnico desta segunda-feira é para acertarmos os detalhes. Vamos aprimorar a música do desfile. Escolhemos o tema, que é muito conhecido, ´É Hoje`, na voz de Dudu Nobre. Queremos ensaiar as músicas que os grupos desfilaram no Carnaval de Fevereiro e que irão fechar o desfile, na Praça Dom Luís”, afirma Cunha, destacando como uma das melhorias introduzidas neste desfile a nova disposição da bateria e que será uma mais-valia para o Carnaval mindelense, sem desvirtuar a sua essência.

Cada grupo carnavalesco colocará nas ruas cerca de 200 figurantes, mais os 40 que compõe a delegação brasileira, pelo que se espera um desfile com mais de mil participantes. Para o presidente do Escola de Samba Tropical, vai ser um ensaio e um desfile harmonioso. “Vamos ter neste desfile de Verão 2017 aquilo que no Brasil chama de Harmonia, o que nos permitirá colmatar os buracos que as vezes aparecem nos grupos. Estamos a dar uma atenção especial a este quesito. Penso que passaremos a ter um desfile mais compacto e a evoluir na cadência certa da música”.

Constânça de Pina

(Visited 194 times, 1 visits today)