UniMindelo atribui “Honoris Causa” ao Cardeal Arlindo Gomes Furtado por seu “percurso de vida”

65

A Universidade do Mindelo vai atribuir o grau de Doutor Honoris Causa ao Cardeal Dom Arlindo Gomes Furtado, numa cerimónia académica a ser realizada a 09 de Dezembro, em S. Vicente. Em conferência de imprensa esta segunda-feira no Mindelo para anunciar esta distinção, que acontece no quadro das celebrações do 15º aniversário deste estabelecimento de ensino superior, o Reitor da UniMindelo, Albertino Graça, realçou que Dom Arlindo tem um percurso de vida que enobrece a nação e na qual todos os cabo-verdianos poderão inspirar.

Segundo o Reitor da UniMindelo, esta é a quarta vez que a instituição vai distinguir um cidadão com o seu título maior, o doutoramento Honoris Causa. O primeiro foi Adriano Moreira, o segundo Onésimo Silveira e o terceiro o ex-Presidente da República António Mascarenhas Monteiro. Desta feita, a escolha recaiu sobre Dom Arlindo Furtado, proposta aprovada por unanimidade pelos conselhos Directivo e Universitário da UniMindelo.

Pensamos que é um momento de grande significado, uma vez que o Cardeal tem um percurso de vida que enobrece a nação e todos os cabo-verdianos. Este percurso de vida teve como ponto alto a sua nomeação, pelo Papa Francisco, como o primeiro Cardeal de Cabo Verde”, diz Albertino Graça, realçando que o Padrinho de Dom Arlindo é a emérita professora de Matemática Maria das Dores Morais e que a Oração de Sapiência estará a cargo da professora Filomena Gaspar, presidente da Escola Superior de Enfermagem de Lisboa e destacada no mundo académico da Lusofonia.

Instado a precisar as razões desta escolha, o Reitor afirma que Dom Arlindo tem um percurso que orgulha os cabo-verdianos e que deve constituir exemplo de vida. Exemplo que, aliás, foi reconhecido pelo Papa Francisco. “Devo confessar que quando o Papa designou o Cardeal Dom Arlindo pensei para mim mesmo que se um dia pudesse teria de reconhecer este grande homem, que naquele momento elevou o nome de Cabo Verde para um patamar muito alto”, garantiu, destacando o impacto que a distinção do Papa teve entre vários académicos no mundo lusofóno.

Muitos ficaram admirados como um país com pouco mais de quatro mil quilómetros quadrados e cerca de 500 mil habitantes tem um Cardeal. Isto é uma coisa extraordinária e leva muita gente a querer saber mais sobre este país. Creio que são motivos muitos para atendermos para um percurso desta natureza e atribuir este grau honorífico”, completa.

A cerimónia de outorga do título terá lugar no próximo dia 09 de Dezembro. Os mindelenses são convidados a participar no acto de doutoramento, cujo cortejo parte do Centro Cultural do Mindelo, percorre algumas ruas da cidade em direcção ao Auditório Onésimo Silveira da UniMindelo.

Perfil

Quarto filho de Ernesto Robalo Gomes e Maria Furtado, foi batizado na freguesia de Santa Catarina em Agosto de 1951 e fez os estudos primários em Achada Lém, Santa Catarina. Em Outubro de 1963, entrou para o Seminário Menor São José, onde fez os seus estudos do ensino médio. A 11 de Setembro de 1971, partiu para Coimbra, Portugal, a fim de continuar seus estudos no Seminário Maior daquela cidade. Depois de concluir os cursos de Teologia no Instituto de Estudos Teológicos, voltou a Cabo Verde.

Foi ordenado diácono pelo bispo de Cabo Verde, Dom Paulino do Livramento Évora, em 9 de maio de 1976, no Seminário de São José. Como um diácono, trabalhou na paróquia de Nossa Senhora da Graça na Praia. Em agosto de 1986 foi estudar no Pontifício Instituto Bíblico, de Roma, onde obteve a licenciatura em Sagrada Escritura.Voltou para Cabo Verde em 1990. A 14 de Novembro de 2003, foi eleito primeiro bispo de Mindelo. Foi consagrado a 22 de Fevereiro por Dom Paulino, assistido por Albino Mamede Cleto, bispo de Coimbra, e por José Câmnate na Bissign, bispo de Bissau.

A cerimónia foi testemunhada por uma multidão de fiéis, autoridades. O seu lema episcopal é “Jesus, o Bom Pastor”. Transferido para a Sé de Santiago de Cabo Verde em 22 de julho de 2009, tomou posse da Sé em 15 de agosto de 2009. A 4 de janeiro de 2015, o Papa Francisco anunciou a sua elevação a cardeal, cerimónia que teve lugar no Consistório Ordinário Público de 2015. O rito de imposição do barrete e da entrega do anel e da bula de criação cardinalícos a Dom Arlindo Furtado pelo Papa aconteceu a 15 de Fevereiro, tendo sido investido com o título de S. Timóteo.

Constânça de Pina

(Visited 76 times, 1 visits today)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here