Zé Pereira lança “Bokafumo”, um retrato profundo da sua dependência e superação às drogas

372

A história de vida do fotógrafo mindelense Zé “Patta” Pereira é apresentada esta terça-feira aos praienses no livro “Bokafumo”, que se esgotou logo que foi colocado à venda numa das livrarias da cidade do Mindelo. No entanto, a apresentação da obra em São Vicente está prevista só lá para meados de Dezembro. Segue-se depois a ilha do Sal.

“Bokafumo” é um acto de coragem e um desafogo, um livro no qual o autor relata com detalhes uma parte importante da sua vida. A sua apresentação pública na Praia segue a mesma lógica, já que foi a cidade onde viveu esta história de lutas e vitórias, que não deixa ninguém indiferente. Ao Mindelinsite “Patta” conta que nasceu em São Vicente, mas com sete anos saiu para o estrangeiro, onde viveu durante muitos anos. Regressou ao país em 1977 e fixou residência na ilha de Santiago.

“Decidi dividir o livro em duas partes, sendo que na primeira descrevo a minha dependência de drogas e na segunda os nove meses de tratamento na Granja São Filipe e a fase de superação”, explica o escritor, realçando que a fase de dependência foi longa e sofrida, e começou muito cedo. “Comecei desde os 11 anos com o consumo do álcool, depois fui avançando para outras drogas. Estive na fase de dependência até os 42 anos de idade. Portanto, foi uma vida.”

Toda essa fase turbulenta da sua vida é contada em mais de 200 páginas. No entanto, apesar de ser fotógrafo profissional, “Patta” optou por colocar no livro apenas duas imagens, a representar o antes (fase de dependência) e o depois (superação). Preferiu introduzir ilustrações – desenhos e textos – feitos na altura de dependência e que retratam de forma autêntica o que sentia.

“Acredito que as ilustrações possam ser um elemento de estudo”, constata “Patta”, que explica que o objectivo deste livro é basicamente alertar quem nunca experimentou drogas a não seguir por essa via e quem está a usar para ter esperança de que também pode ultrapassar o problema. E parece que o propósito está a ser alcançado. É que, menos de 24 horas depois de colocado à venda na livraria Semente, o livro esgotou-se.

Confrontado com este facto, o escritor mostra-se satisfeito e diz que é um sinal de que a sua mensagem está a chegar. Por isso mesmo espera levar esta obra a todos os cantos e recantos de Cabo Verde. Hoje “Bokafumo”, que tem a chancela da editora Rosa de Porcelana, vai ser apresentado no auditório do BCA na Praia, mas só amanhã estará nas livrarias da Capital.

Constânça de Pina

(Visited 377 times, 1 visits today)