Nasa lança missão para ‘tocar’ o Sol com nave hiper-resistente ao calor e radiação

39

A agência espacial americana (Nasa) lançou finalmente esta manhã a sonda Parker Solar Probe (PSP) para “tocar” o Sol, após o cancelamento de três tentativas, a última no Sábado, devido a problemas técnicos. A PSP, que custa mais de 1,5 biliões de dólares, deverá aproximar-se bastante da enorme estrela cheia de hidrogênio e hélio, pelo que está preparada para enfrentar temperaturas altíssimas, assim como níveis de radiação.

Se a operação tiver o sucesso esperado, os cientistas vão chegar mais perto do que nunca da atmosfera externa do Sol e recolher informação espacial importante pelo caminho.

Conforme a Nasa a missão é “histórica” e um tremendo desafio. “Esta missão é um tremendo desafio de engenharia e ciência. As informações que resultarem do experimento vão revolucionar nosso entendimento do Sol”, garante Juan Felipe Ruiz, engenheiro mecânico do projecto.

Com o tamanho aproximado de um carro, a Parker Solar Probe (PSP) é uma nave única: foi projetada para suportar condições brutais de calor e radiação, com uma blindagem que é resultado de anos de pesquisas. Ela chegará sete vezes mais perto do Sol do que qualquer outra espaçonave. Para suportar as altas temperaturas, foi construída com um escudo especial de 11,43 centímetros de espessura, material que deverá suportar temperaturas acima dos 1,3 mil ºCelsius – a superfície do Sol pode chegar aos 5,5 mil graus Celsius – pelo que a sonda vai até um certo limite.

C/Globo.com

(Visited 62 times, 1 visits today)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here