Navio Carson City no Porto Grande: Reforçados conhecimentos da Guarda Costeira sobre segurança marítima

320

Quarenta efectivos da Guarda Costeira, Polícia Judiciária, inspectores de pesca da Unidade de Inspecção e Garantia da Qualidade, agentes da Polícia Marítima e técnicos da ASA são os alvos da formação “Sea Vision” em segurança marítima, moderada pelo Capitão de Fragata Chuck Rigdway durante quatro dias, no âmbito da visita a Cabo Verde do navio USNS Carson City. O objectivo, segundo o Cte Monteiro Chantre, é intensificar a interoperacionalidade entre a Guarda Costeira cabo-verdiana e os serviços nacionais ligados à segurança marítima e ao mesmo tempo reforçar a cooperação com os Estados Unidos da América no combate aos ilícitos cometidos no mar. Deste modo, para hoje e amanhã são esperados 22 elementos do pelotão da Guarda Costeira e 4 da PJ, Polícia Marítima e inspectores de pesca. Os restantes 26 operacionais serão envolvidos no quarto dia do workshop, reservado ao tema interdição marítima.

Durante a formação, os participantes irão refrescar e reforçar os seus conhecimentos sobre a abordagem a navios suspeitos e o combate ao narcotráfico, em parceria com militares do USNS Carson City, um navio especializado nesse tipo de operações e que se encontra atracado no Porto Grande. “Este workshop não irá implicar a actualização dos nossos programas informáticos usados nos centros de controlo. Vai sim proporcionar uma maior perícia dos operadores na utilização dos softwares e que trabalham tanto no JRCC – Centro Conjunto de Coordenação de Salvamento – e no Cosmar – Centro de Operações e Segurança Marítima”, salienta o Cte Chantre.

Para Chuck Rigdway, Capitão de Fragata, um país arquipelágico como Cabo Verde deve sempre manter o foco na segurança marítima e reforçar os seus conhecimentos nesse domínio, daí a importância e pertinência da formação. O curso, prossegue, irá servir para possibilitar a prática dos procedimentos essenciais para as operações de busca e salvamento e os crimes cometidos no mar, em especial o narcotráfico. “Algumas agências cabo-verdianas já têm conhecimento dos procedimentos, mas agora passam a dispor de uma base comum de trabalho”, frisa Rigdway, realçando que uma parte do curso vai incidir na recolha de provas pelos fuzileiros navais, a forma como devem ser conservadas e entregues à Polícia Judiciária. Segundo este oficial, há uma conexão antiga entre a Guarda Costeira de Cabo Verde e a dos Estados Unidos graças a presença do arquipélago em programas como a Africa Partnership Station – que existe há 10 anos – e outras acções formativas que envolvem outros países africanos.

O navio Carson City estará de visita à cidade do Mindelo de 7 a 11 deste mês, no âmbito do reforço da cooperação das Forças Navais dos Estados Unidos para África (NAVAF) e as Forças Armadas de Cabo Verde. Além disso, esta passagem por Cabo Verde é considerada uma prova do compromisso da América para com os Estados da África Ocidental. Neste contesto, a USNS Carson City visitará cinco nações do Golfo da Guiné, incluindo Cabo Verde. A missão da USNS Carson City inclui técnicos de manutenção e reparação de pequenos barcos, uma equipa médica, bem como elementos da Guarda Costeira Marítima dos EUA, que irão realizar conferências e ações de formação nas diversas áreas.  Será também uma oportunidade de reunir com líderes religiosos locais e debater temas ligados à liberdade religiosa, o papel de uma representação religiosa nas forças armada, e abordar o trabalho social que é levado a cabo pelas entidades religiosas”, explica nota de imprensa da Embaixada norte-americana na cidade da Praia.

A nível social, o programa inclui a actuação da banda Naval Topside, do Comando Europeu da Marinha dos Estados Unidos, que fará uma apresentação pública na Rua de Lisboa. O grupo é composto por 8 elementos e toca uma variedade de música popular americana como blues, R&B, os maiores sucessos dos últimos 40 anos e marchas tradicionais americanas. Está ainda agendada uma visita ao hospital Baptista de Sousa, seguida de uma palestra-encontro com profissionais da saúde.

Kim-Zé Brito

(Visited 537 times, 1 visits today)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here