Abraão Vicente elogia exposições “Ilse é Carnaval” e “Evoluçon” patentes no CCM

189

O ministro da Cultura visitou e elogiou ontem à noite as exposições “Ilse é Carnaval” e “Evoluçon”, trabalhos da autoria do jornalista-fotógrafo Kim-Zé Brito e do artista plástico Jairson Lima e que estão patentes no Centro Cultural do Mindelo.

Para Abraão Vicente, a obra “Ilse é Carnaval” acaba por ser um ensaio “muito digno”, que se apoia na figura da rainha da batucada Ilsevania Alves, mas sem sexualizar essa “linda modelo”. “Como comentei com o autor, achei interessante o facto de retratar o Carnaval a partir de um ensaio baseado numa única modelo e não expo-la de forma muito sexualizada. Acredito que o trabalho acaba por ser muito digno. Hoje falamos do empoderamento da mulher, da paridade na política e é interessante termos em conta como a mulher pode perder o seu lugar quando é transformada apenas em objecto sexual. (…) Kim-Zé Brito podia correr o risco de sexualizar a modelo e banalizar a exposição, mas aquilo que faz é enaltecer a beleza do Carnaval e do próprio país porque as fotos foram feitas em várias paisagens”, frisou Abraão Vicente em declarações à imprensa, para quem a exposição, que termina no dia 7 de Agosto, merece ser visitada também devido ao seu aspecto pedagógico: a mulher, o olhar do fotógrafo, a técnica, a impressão e a própria montagem.  

Quanto à exposição “Evoluçon”, aberta ontem à noite no CCM, o ministro da Cultura frisou que a mesma já esteve patente na cidade da Praia, mas enalteceu o olhar diversificado do artista, que, diz, utiliza várias técnicas e merece ser acompanhado no seu processo evolutivo.

“Evito limitar o meu olhar sobre aquilo que é visível nas obras. Acredito que é um artista que explora várias técnicas e se debruça sobre diversas temáticas e que ainda está à procura da sua assinatura, do seu estilo próprio. É uma obra interessante e pedagógica que está presente na cidade do Mindelo, a única em Cabo Verde com uma universidade da arte. Este é o momento para os alunos e críticos virem cá ver e fazer uma análise”, entende Abraão Vicente, que aproveitou o momento para realçar que hoje as salas da cultura estão abertas para todos os talentos. Como disse, o Palácio da Cultura esteve encerrado na Praia e o Centro Cultural do Mindelo era reservado aos “consagrados”. Hoje, salienta, o CCM recebe mais de 50 exposições por ano.

“Evoluçon” é uma mostra composta por 15 pinturas, que marca os dez anos de carreira de Jairson Lima, um artista plástico nascido em S. Vicente e que já participou em 22 eventos em Cabo Verde e além-fronteira. Conforme o autor, esse trabalho evidencia a sua “evolução” para quem tem acompanhado o seu percurso, daí o título. “Estes dez anos têm sido gratificantes a nível pessoal e profissional”, confessa Jairson Lima, que transmite nas suas telas coloridas a vivência e o folclore cabo-verdiano, através de traços livres, pinceladas soltas e que exprimem movimentos de forma expressiva. Até o final do ano, Lima já tem garantido mais duas exposições, respectivamente na Itália e em S. Vicente.

(Visited 267 times, 1 visits today)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here