Académica do Mindelo cimenta liderança no campeonato

145

A Académica cimentou a liderança no campeonato de futebol de S. Vicente ao vencer a Ribeira Bote, este Domingo, por duas bolas a uma. A Micá acrescentou mais três pontos à sua conta e beneficiou ainda de um empate do Mindelense, segundo lugar, frente ao Falcões do Norte. Uma “prenda” que caiu bem nos planos da formação treinada pelo técnico Bubista, que este ano está decidida a acompanhar os “leões encarnados” ao campeonato nacional. “Quem me conhece sabe que não sou de ficar a desejar que os meus adversários directos tenham azar. Prefiro que façam os seus jogos e depois logo se vê. Porém, não vou ser hipócrita a ponto de dizer que se o Mindelense perder vou ficar indiferente”, comentou Bubista antes  da partida entre o Falcões e o Mindelense.

A equipa da Ribeira Bote foi a primeira a estrear o marcador, mas a Micá conseguiu igualar por Gil e passar à frente com a conversão de um penalti por Balakov. Com este resultado os estudantes ficam mais desafogados no comando e podem enfrentar o Mindelense na próxima jornada sem muita pressão, graças aos três de avanço alcançados.

O embate entre o Mindelense e o Falcões do Norte terminou empatado a dois golos. O jogo esteve pouco fluído dada a ansiedade dos jogadores de ambas as equipas. É que o Falcões do Norte, que ocupava o penúltimo lugar da tabela, lutava para superar a equipa da Salamansa, enquanto o Mindelense fazia de tudo para conseguir os três pontos e manter-se no encalce do líder Académica.

O Falcões do Norte inaugurou o placar aos 17 minutos da primeira parte por intermédio de Txuki, que rematou para o fundo da baliza tirando todas as possibilidades de defesa do guarda-redes Djosa. Aos 19 minutos, Djim Kely fez o empate para os “leões” da Rua d’Praia após uma atrapalhação entre os jogadores junto à linha de golo. Porém, este golo mereceu protestos do Falcões, que reclamou a marcação de uma falta na sua área.

Na segunda parte, o Mindelense entrou mais forte e a rematar para a baliza adversária, mas sem marcar. E como quem não marca sofre, foi o Falcões que voltou a conquistar vantagem aos 30 minutos, com um golpe de Camau. Este  recebeu uma bola de canto e cabeceou para a rede. Seis minutos corridos, o Mindelense conseguiu empatar com um tento de Djosa.

Este resultado satisfaz o Falcões do Norte, que alcança oito pontos e consegue ficar à frente do  Ribeira Bote, último da tabela com seis pontos. Por outro lado, frustra as expectativas do Mindelense, que vê a Académica mais distante, ou melhor, mais perto do titulo. Na próxima jornada, o Mindelense e a Académica defrontam-se num jogo que pode ser decisivo. Se a Académica vencer, sagra-se literalmente campeã; se a sorte sorrir aos encarnados, iguala-se no topo da tabela classificativa com a sua adversária directa e tudo fica de novo em aberto.

(Visited 177 times, 1 visits today)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here