“Adex Managment” oferece equipamentos a clubes de futebol, ciclistas, atletismo e árbitros em S. Vicente

283

A agência Adex Managment deu mais um passo na sua estratégia de penetração no mercado cabo-verdiano com uma segunda oferta de materiais e equipamentos desportivos no espaço de três dias, desta feita às equipas de Ciclismo e de arbitragem do futebol federado de S. Vicente. Após agraciar o clube Farense com um lote de equipamentos, que vai garantir a época futebolística à referida equipa, o empresário Adilson Santos da Cruz e o colega holandês Ben Pijl, dono da marca Amarrow, canalizaram a sua atenção agora para os árbitros – que receberam camisolas, apitos, bandeirolas e um quadro luminoso – e os ciclistas, que ganharam t-shirts e calções destinados à selecção da ilha do Porto Grande.

As ofertas deixaram os representantes radiantes e cientes de que essa “pequena” ajuda terá um forte impacto no desempenho dos juízes e nos corredores de bicicleta. Para Víctor Silva, presidente dos homens e mulheres do apito, esse tipo de apoio tem de ser valorizado por ser raro em Cabo Verde. Por esta razão garantiu que vão tirar o devido proveito dos materiais. Na mesma toada, Hernany Lopes, presidente da ACSV, agradeceu o gesto das duas empresas e salientou que os equipamentos irão dar uma imagem mais organizada aos ciclistas de S. Vicente nas provas de selecções dentro e fora da ilha.

O objectivo da “Adex Managment” e da “Amarrow” é entrar no mercado desportivo cabo-verdiano a partir de S. Vicente, motivo que tem levado o empresário mindelense Adilson Santos da Cruz a apoiar clubes e atletas da sua ilha natal. Até o momento, a Adex Managment já patrocinou o campeonato nacional de andebol com troféus, ofereceu equipamentos às equipas do Farense (enquanto patrocinadora oficial), Calhau e Corinthians, e não se esqueceu dos árbitros e das modalidades de Atletismo e Ciclismo. Porém, a primeira intenção, segundo Adilson Santos, era trazer uma equipa da terceira divisão holandesa para um estágio na cidade do Mindelo. Mas, após contacto com o vereador do Desporto Anildo Jesus, foi sensibilizado no sentido de estender a sua ajuda a modalidades como o Atletismo e o Ciclismo. Deste modo, o estágio ficou suspenso, mas Adilson Santos garante que o projecto continua de pé.

“Saí daqui há 25 anos e, quando vim de férias, fiquei espantado com as condições em que ainda se pratica desporto aqui na minha terra. Surgiu a ideia de doar bolas e cones, mas confesso que fiquei com vergonha porque as pessoas podiam considerar isso pouco. Mas, depois vi o impacto dessa ajuda e fiquei emocionado e ao mesmo tempo motivado”, conta esse agente desportivo, que, entretanto, começou a receber outras solicitações, nomeadamente da arbitragem, o lado que, como diz, costuma ser esquecido. Deste modo iniciou uma campanha de recolha de donativos na Holanda ao mesmo tempo que conversava e sensbilizava Ben Pijl, dono de uma empresa ligada ao ciclismo e cuja nora é semiprofissional da modalidade.

Chegado a Cabo Verde, Pijl ficou impressionado com a beleza da cidade do Mindelo e com qualidade dos ciclistas mindelenses. O empresário holandês aceitou colaborar na confecção das camisolas da selecção de S. Vicente e colocou a possibilidade de levar um ou outro corredor para testes na Europa.

A recolha de donativos, segundo Adilson Santos, está a atingir tanto sucesso que muitos materiais estão prestes a chegar a S. Vicente. “Isto não é uma promessa mas sim algo concreto. Dentro em breve os materiais estarão em Cabo Verde”, garante esse agente desportivo.

Em boa hora, segundo o vereador Anildo Jesus, o empresário Adilson Santos decidiu dar uma “voltinha” por Mindelo com a intenção de apoiar o futebol. Melhor ainda, prossegue o autarca, foi quando se mostrou aberto a ajudar também o Ciclismo, Atletismo e arbitragem.

“Temos visto sinais positivos das façanhas dos ciclistas e temos tido árbitros de calibre internacional pelo que os equipamentos aqui entregues vão certamente ajudá-los no seu desempenho”, acredita, por seu lado, o vereador do Desporto, que diz esperar com ansiedade a chegada do resto dos materiais recolhidos na Holanda e destinados aos desportistas residentes em S. Vicente.

No caso concreto do Atletismo, a Adex Managment decidiu apostar na atleta Rosa, uma veterana que começou a treinar há cerca de cinco anos e que já competiu por duas vezes em Portugal. Rosa, 44 anos, costumava correr em representação do clube Farense, mas aceitou o convite de Adilson Santos para passar a levar ao peito o emblema da empresa desportiva. “Nós somos amigos de infância e é uma honra representar a sua empresa”, comenta a atleta, que tem no seu palmares alguns títulos na categoria de veterana.

(Visited 615 times, 2 visits today)

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here