Amarante empata Play-Off com o Atlético a duas vitórias: Título feminino decidido este Sábado

135

O Play-Off do regional de andebol feminino de S. Vicente está ao rubro. Ontem, o Amarante conseguiu empatar a disputa a duas vitórias e relegou a decisão final para a quinta e última jornada, que será disputada Sábado no polidesportivo de Monte Sossego. Com esse resultado, as amarantinas salgaram as contas às meninas do Atlético, que poderiam comemorar a revalidação do título regional, em caso de vitória. Porém, o Amarante entrou no campo decidido a mostrar que nada ainda está decidido.

As meninas treinadas por Orlando Morais meteram gás no jogo assim que começou a partida, num claro sinal de que não iriam facilitar a vida às adversárias. A meio do primeiro período já venciam por uma margem de cinco golos. Só que o Atlético reagiu e fechou a primeira parte com um empate a dez bolas.

Refrescadas, as atletas regressaram ao combate cientes de que cada erro poderia custar caro. Mais pressionadas, porque uma derrota iria dar o título de campeã às atléticas, as jogadoras do Amarante mostraram que uma partida é ganha mais na defesa do que no ataque. O trio Lola, Marry e Josina, apoiadas por Crislene, ergueram uma barreira defensiva com o claro propósito de impedir a acção ofensiva de Leila, Letícia, Vanusa e da pivot Lizica. Deste modo obrigaram o Atlético a recorrer uma vez ou outra a remates da linha de fundo, mas que não tiveram os resultados pretendidos.

Pelo contrário, o Atlético voltou a escancarar os fundos, em particular no lado direito do ataque do Amarante, muito por causa do seu sistema defensivo. Resultado: Célia teve que enfrentar uma série de remates executados com um bom campo de manobra das atiradoras da formação adversária. Fez algumas defesas, mas não conseguiu parar todos os disparos, isso numa fase do jogo em que o Atlético perdia a moral a cada golo sofrido.

“Jogamos mal, perdemos a moral, o Amarante sentiu isso e veio para cima de nós. Sabíamos que poderia ser um jogo decisivo e era óbvio que o Amarante não iria facilitar-nos a vida”, comenta Edsânia Oliveira. Na perspectiva desta treinadora, é muito provável que as meninas da sua equipa tenham sido dominadas pela ansiedade, já que poderiam festejar o título caso vencessem a partida. “Agora é trabalhar para corrigir os erros, porque o próximo jogo é decisivo”, frisa a técnica.

Para Orlando Morais, o Amarante obteve uma justa vitória ontem à tarde na quarta jornada dos Play-off. Como diz, as amarantinas trabalharam arduamente para isso porque sabem que o título está ao alcance da equipa. “Jogamos mal na semana passada, mas demos hoje a volta por cima. Estou confiante na capacidade da minha equipa e é evidente que vamos trabalhar para sermos campeãs de S. Vicente”, comenta Morais, para quem S. Vicente terá uma representante forte no nacional, devido ao nível dos jogos apresentados pelo Atlético e o Amarante, e a excelente oportunidade de destronar o ABC da Praia, ainda mais se a prova for disputada no polidesportivo de Monte Sossego.

Em princípio, o campeonato de Cabo Verde do escalão feminino será realizado na cidade do Mindelo, depois de anos sem acolher esta prova. A competição deveria acontecer no mês de Maio, mas, segundo Luis Fortes, presidente da AASV, a associação pediu um adiamento para início de Junho para poder assegurar o alojamento das caravanas.

KzB

(Visited 217 times, 1 visits today)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here