Arranque do “Baía das Gatas”: Noite de encontro de ritmos quentes

184

Um atropelamento marcou o primeiro dia do festival da Baía das Gatas. O acidente envolveu uma viatura, que embateu num homem e provocou-lhe ferimentos com alguma gravidade. Transportada de urgência para o hospital, segundo a Polícia Nacional, a vítima foi submetida a uma cirurgia, mas até o momento não se sabe o seu estado de saúde. Do mesmo modo, a PN ainda não divulgou a causa do desastre, o único que terá acontecido na estrada cidade-baía, pelo menos até as três horas da madrugada.

Esse caso provocou, no entanto, algumas críticas ao sistema de controlo do trânsito da Polícia Nacional. Isto porque algumas pessoas garantem que não viram a presença da patrulha da polícia ao longo da estrada, apesar da intensa circulação de viaturas, o que deu espaço a manobras perigosas dos condutores em determinados pontos. Confrontado com esse comentário, Madelino da Luz, porta-voz da PN, refutou essa visão e garantiu que agentes estiveram activos nos pontos de partida, nomeadamente na Rotunda da Ribeira Bote, e nas vias de acesso à praia da Baía das Gatas.

Tirando esse caso, o primeiro dia do musical revelou-se uma viagem pelos ritmos e vozes muito em particular de Portugal e Cabo Verde. Da prata da casa, a performance de Denis Graça foi das mais “quentes” dessa noite de verão. O motivo não era para menos: a 34 edição do evento simbolizou o grande momento artístico do cantor mindelense radicado no estrangeiro. Como ele próprio reconheceu para os tantos fãs, nunca esteve tão emocionado por actuar para o público da sua terra natal, ainda mais no palco do maior festival de música de Cabo Verde. Bastante comunicativo com o público, perguntou se deve voltar a pisar “Baía das Gatas” e obteve uma estrondosa ovação.

Dénis Graça não foi, no entanto, o único filho da terra a levar os presentes a aplaudir e a cantar em coro. Cremilda e Ceuzany alcançaram também essa proeza, enquanto convidadas especiais do cantor Dudu Araújo, e, diga-se, interpretaram cada uma apenas duas canções. Cremilda, uma artista em franco crescimento a nível internacional, ofereceu uma prenda especial ao público: a morna “sonho d’um criola”, vencedora do prémio Sapo Award CVMA 2017. A cantora, embaixadora de boa-vontade da ONU, enalteceu a importância que é para ela actuar em “casa”, ainda mais neste momento da sua promissora carreira.

Bem ao seu estilo, a extrovertida Ceuzany entrou no palco para arrasar. E foi logo avisando Dudu Araujo que agora o show era dela. Assim que entoou a sua voz, depois de uma “entrada” preparada por Dudu, a cantora levou todo o mundo a entoar com ela “Mindelo”, um hino de amor à cidade capital de S. Vicente composto por Manuel d’Novas.

A noite começou às 21:30 com ritmos portugueses trazidos por Dulce Pontes, que regressa à Baía 13 anos depois. A artista mostrou uma grande vivacidade no palco e deliciou a quem assistia com duas canções especiais: “Sodade” e “Fui bailar”, músicas sobejamente conhecidas e que foram “apropriadas” pela “plateia”.

Coube a Fantan Mojah encerrar a noite de sexta-feira com o ritmo quente e vibrante do reggae, um estilo sempre apreciado no areal da Baía. Apesar de já se passar das três da madrugada, os apreciadores da música de Bob Marley dançaram e pularam ao som da banda de Mojah até pouco depois das cinco da manhã. O público não tirou os pés da Baía enquanto o artista não terminasse a sua última música. Alguns tiveram a amabilidade de espera-lo no portão, mas poucos foram recebidos pelo cantor. E não é que um dos “sortudos” que conseguiu tirar uma foto com o artista quase que desmaiou de emoção?! Saiu do camarote do cantor segurado por uma moça.
As emoções desta 34ª edição do festival continuam hoje com o espectáculo aguardado do grupo UB40, que se estreia nesse palco à beira-mar. O programa reserva no entanto outros momentos intensos como a actuação do sambista Dudu Nobre e os artistas convidados do projecto Carnaval de verão, a estreia da artista brasileira Claudia Leite e o regresso de C4 Pedro, músico angolando que encerra o segundo dia do evento.

Sidneia Newton (Estagiária)

(Visited 302 times, 1 visits today)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here