Aumenta o número de hóspedes e de dormidas nos hotéis nacionais

112

A hotelaria nacional registou mais 8,5% de hóspedes no primeiro trimestre deste ano e mais 4,5% de dormidas em relação ao mesmo período de 2018. A maioria dos turistas veio do Reino Unido e permaneceu também mais tempo em Cabo Verde, com uma estadia média de 7,5 noites. Sal continua a ser a ilha mais procurada, com 45,3% do total das entradas.

Foram registados 233.721 hóspedes, mais 18.372, e as dormidas atingiram 1.403.555, traduzindo-se num aumento de 61.002, no período em análise, indica o INE na sua estatística do Turismo – “Movimentação de Hóspedes”. A maioria dos turistas preferiram os hotéis (85,7%), seguido das pensões com 5,1%, residenciais com cerca de 3,9% e os aldeamentos turísticos com 3%.

Em relação às dormidas, os hotéis representam 91,8%, os aldeamentos 3,3% e as pensões 2,1%. “Sal teve maior acolhimento, com 45,3% do total das entradas, seguida da Boa Vista, com 29,0% e Santiago com 10,6%. Em relação às dormidas, Sal teve 52,6%, Boa Vista 37,0% e Santiago com 4,3%”, lê-se.

Cabo Verde originou 5,9% das entradas e 3,3% dormidas na hotelaria nacional. Mas o principal mercado emissor turistas foi, de longe, o Reino Unido com 22,4%. Segue-se França com 13,3%, Países Baixo com 12,6% e Alemanha com 11,5%. Reino Unido lidera também as dormidas com 28,4%, seguido de Países Baixos com 13,1%, Alemanha com 11% e França 10%.

Grande parte dos turistas provenientes do Reino Unido preferiram como destino as ilhas do Sal, com 50% das dormidas e da Boa Vista com 48,9%, e escolheram como local de acolhimento, os hotéis (99,1%). As dormidas dos residentes nos Países Baixos distribuíram-se principalmente pelas ilhas do Sal (52,8%) e Boa Vista (39,0%). Os da Alemanha escolheram como destino principal Boa Vista (50,6%), e em seguida o Sal, representando 38,0% das dormidas. Preferiram, também, os hotéis como principal meio de alojamento, representando 92,9% das dormidas.

O estudo mostra ainda que os visitantes do Reino Unido foram os permaneceram mais tempo no país, em 7,5 noites. Os que vieram de Itália ficaram 6,2 noites, os dos Países Baixos 5,9 noites e da Áustria 5,8 noites. Já os nacionais permaneceram, em média, 3,2 noites nos hotéis.

A taxa de ocupação-cama, a nível geral, foi de 60%. Boa Vista teve a maior percentagem, 82%. Seguem-se as Ilhas do Sal com 69% e Santiago com 25%. Os hotéis tiveram a maior taxa de ocupação-cama, 70%, os aldeamentos turísticos 48%, as pousadas 20% e pensões e residenciais com 18% cada.

(Visited 259 times, 1 visits today)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here