“Caminhada d’Pedrosa” regressa do Fogo e prepara digressão à Polónia

1091
Facebook do grupo Caminhada/Pedrosa e Cia

Elementos do grupo Caminhada d’Pedrosa e Cia está a preparar uma expedição à Polónia no próximo ano, no mês de Agosto. A ideia, segundo Pedro “Pedrosa” da Cruz, é percorrer esse país europeu durante dez dias, conhecer pessoas e visitar alguns dos monumentos históricos mais emblemáticos nas cidades de Varsóvia e Cracóvia. Um deles será o campo de concentração e de exterminação de Auschwitz, criado pela Alemanha nazi durante a Segunda Guerra Mundial.

“O convite foi formulado por uma polaca e estamos a trabalhar na planificação há coisa de um ano e meio. Já acertamos algumas coisas, como o custo da estadia, orçado em 500 euros. Esperamos agora que coloquem os bilhetes à disposição para fazermos a aquisição”, informa Pedrosa. Segundo este líder desse grupo de caminhada, que existe há mais de vinte anos, o convite é aberto a quem estiver interessado. No entanto, quem quiser fazer parte da expedição terá que se adaptar às regras internas, assumir as despesas com a passagem e conseguir o visto de entrada na Europa.

É muito provável que pessoas residentes em Portugal, Estados Unidos e na Polónia venham a engrossar a caravana. “Já fomos aos Açores e fomos acompanhados por portugueses e pessoas que vieram dos Estados Unidos da América. Portanto, é natural que isso possa acontecer de novo”, considera Pedrosa, que coloca ainda a possibilidade de serem recebidos por polacos que também adoram percorrer e descobrir o mundo a pé.  

Pedrosa revelou estas informações ontem ao Mindelinsite no regresso de uma expedição à ilha do Fogo, que envolveu 15 pessoas de ambos os sexos. Nesta que é a segunda viagem à ilha do vulcão, o grupo foi explorar as Grutas de Gongon, que têm mais de 1500 metros de profundidade e várias bifurcações, e conhecer a praia de Gongon e a escadaria de Alcatraz, com os seus mais de 600 degraus. “Em 2016 subimos o vulcão, agora fomos visitar outros lugares interessantes que existem na ilha do Fogo”, frisa Pedrosa, cujo grupo já percorreu toda a ilha de São Vicente, assim como S. Nicolau e Santo Antão.

Kim-Zé Brito

(Visited 1.662 times, 1 visits today)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here