Carnaval 2018: MCIC vai atribuir 200 mil escudos aos municípios fora do “Carnaval Factory”

238

O Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas (MCIC) vai atribuir 200 mil escudos aos municípios, que estão fora do “Carnaval Factory”, que se inscreveram no edital de incentivo ao Carnaval 2018. Ao todo, vão ser disponibilizados 2.400 mil escudos às 13 câmaras municipais.

As candidaturas ao incentivo referente ao carnaval 2018 deveriam ser entregues até 20 de Novembro de 2017. Dos 22 municípios cabo-verdianos, apenas 13 entregaram os seus processos ao MCIC, sendo cinco câmaras municipais de Santiago, uma do Fogo, três de Santo Antão, uma da ilha da Boa Vista, uma do Maio, uma do Sal e uma de Tarrafal de São Nicolau. Cada município vai receber o valor de 200 mil escudos, montante que será disponibilizado após a assinatura de um contrato entre o ministério e os responsáveis das CMs.

De fora ficaram as câmaras municipais da ilha Brava, do Tarrafal de Santiago, de Santa Catarina, Santa Cruz e Ribeira Grande de Santiago e ainda de São Filipe e Santa Catarina do Fogo, que até a data limite, ou seja 20 de Novembro do ano transacto, não apresentaram as respectivas candidaturas à tutela.

Relativamente às ilhas contempladas pelo “Carnaval Factory”, o MCIC determinou atribui aos quatro grupos oficiais de São Vicente a quantia de mil contos cada. Já a Escola de Samba Tropical, que desfile na noite de Segunda-feira e que não entra no concurso de Terça-feira, recebe 800 contos. Para a ilha de São Nicolau, onde não se realiza um concurso oficial, seguem 900 mil escudos para o emblemático grupo Copa Cabana, que celebra este ano o 75º aniversário, 650 mil escudos ao Estrela Azul e igual valor ao grupo Brilho de Zona.

Constânça de Pina

(Visited 307 times, 1 visits today)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here