Comissão de Fiscalização suspende Bruno de Carvalho

63

A Comissão de Fiscalização nomeada pela Mesa da Assembleia Geral (MAG) do Sporting suspendeu esta quarta-feira o Conselho Diretivo, liderado por Bruno de Carvalho, com “efeitos imediatos”. A informação foi avançada pelos responsáveis que estiveram presentes na conferência de imprensa: João Duque, António Santos e Rita Pereira.

“Entendeu-se não haver necessidade de instaurar o procedimento prévio de inquérito e partiu-se para a suspensão preventiva, tal como tinha sido requerido pelos sócios participantes, e, simultaneamente, deduzir-se a competente nota de culpa, que seguiu ainda hoje para os membros do Conselho Diretivo. Tem efeitos imediatos e a partir de agora começa o prazo para os visados se pronunciarem”, disse Rita Garcia Pereira.

António Sousa explicou, por seu lado, que a suspensão teve por base “todos os elementos que puderam sustentar esta decisão”: “Foi enviada documentação que reunia matéria indiciária suficientemente forte que permitia tomar esta decisão por violação dos estatutos do Sporting Clube de Portugal“. Este membro do CF informou ainda que a suspensão abrange “os cargos e a própria entrada nas instalações” do clube. “Qualquer acto que seja tomado pelo Conselho Diretivo a partir daqui será nulo e de nenhum efeito”, acrescentou.

O mesmo responsável disse também que “compete à Mesa da Assembleia Geral nomear uma Comissão de Gestão para que não se crie no Sporting um vazio de gestão”. Respondendo às perguntas dos jornalistas, António Santos alertou de que a assembleia geral marcada por Bruno de Carvalho para dia 17 de junho é ilegal: “Do ponto de vista jurídico não existe. Todas as decisões que ali forem tomadas são nulas e de nenhum efeito. A Mesa da Assembleia Geral é a única entidade com competência e capacidade jurídica para marcar uma assembleia geral”.

Bruno de Carvalho já reagiu à suspensão. No Facebook, o presidente do Sporting disse que se trata de “uma golpada”, uma “tomada de poder à força” e que “quem manda no Clube são os sócios todos e não meia dúzia”.

Fonte Imprensa Portuguesa/Imagem: Record

(Visited 97 times, 1 visits today)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here