CV Airlines firma parceria estratégica com TAAG para voos Luanda-Sal

542

A Cabo Verde Airlines vai rubricar esta sexta-feira, 26, um acordo com a companhia aérea angolana para operar em regime de code-share em voos realizados pela TAAG-Airlines entre Luanda e Sal. O acto será marcado também pelo voo inaugural da TAAG entre a cidade de Luanda e ilha do Sal.


O acordo permite a uma companhia aérea transporta passageiros de outra companhia, através de códigos compartilhados num determinado voo. Neste caso, passageiros com bilhetes para um voo da Cabo Verde Airlines entre Luanda e Sal podem ser transportados por uma aeronave da TAAG.

 Nesta parceria, a companhia aérea de bandeira será marketing carrier, ou seja, irá vender bilhetes com código próprio mesmo em voos operados pela TAAG. Já a companhia aérea angolana actuará como operating carrier.

 Os voos serão operados por um boeing 737-700 de 120 lugares, sexta-feira e domingo, entre Luanda e Sal, e segunda-feira e sábado, em sentido contrário, com escala em São Tomé e Príncipe. A CV Airlines promete, em breve, operar os voos entre as duas cidades com aeronave própria.

(Visited 1.552 times, 1 visits today)

7 COMENTÁRIOS

  1. O que é marketing carrier e o que é tour carrier? Acho que explicando a notícia fica mais compreensível para os não dominam e mem têm que dominar o jargão da aviação civil.

  2. Não deixa de ser uma boa iniciativa, mas falta explicar ao resto dos Caboverdianos, que pagam 2 bilhetes em viagens internacionais, o porquê desta nitida “falta de interesse” por parte CVA em reatar o acordo que havia com a Binter CV!? O fato é que neste momento em Cabo Verde existe a tendência clara de se tomarem decisões (a nivel do transporte áereo principalmente) em que invariavelmente 1 grupo (SAL e SANTIAGO) é extremamente beneficiado, em relação ao resto do País.

  3. Já era sem tempo, só esperamos que a CV Airlines faça acordos com a Binter para que se possa comprar o bilhete de ligação com as outras ilhas na origem. Também que a polícia de migração de Cabo Verde cumpra o acordo de isenção de vistos entre Angola e Cabo Verde, visto que estão a cobrar aos utentes de passaporte Angolano acima de €uros 30 para entrada em Cabo Verde justificando como pagamento de taxas aeroportuárias, quando as referidas taxas já estão incluídas no valor do bilhete de passagem. Os utentes de passaporte Caboverdiano não dispendem qualquer valor para entrar em Angola.

  4. tudo uma treta pagas um bilhete caro até ao sal depois compras bilhete de ligação para capital do país (na qual só tens direito
    uma mala de 15kg para as outras ilhas sendo que a norma internacional tens 2 malas de 23kg ou seja ainda pagas excessos a Binter para poderes deslocar com as tuas malas )onde já se viu um companhia de bandeira internacional não aterrar na capital do país tudo por causa de negociatas e benefícios de certos indivíduos que pensam em torno do seu próprio umbigo. o mais agravante de tudo” união africana” na qual não se faz sentir isto porque cidadão da união europeia (portugal) não paga nada ao entrar ao pais mas os do mesmo continente pertencentes dita CPLP( angola) tem que pagar 31 euros deixemos de ser hipócritas e comecemos a resolver realmente o importante para o povo que governamos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here