D&D Carvalho diz ter 300 vagas de emprego em São Vicente

6718

A empresa de recrutamento D&D Carvalho, com sede em São Vicente, garante que tem cerca de 300 vagas de emprego, que não está a conseguir preencher. As recrutadoras Jéssica Silva e Katlen Carvalho explicam que já fizeram anúncios na rádio e na página oficial da empresa, mas procura está muito aquém da oferta. Uma situação que não conseguem entender, tendo em conta o grande número de desempregados existentes na ilha. “Dizem que falta empregos em São Vicente, mas nós estamos a oferecer vagas e não temos procura”, dizem.

“Estamos com mais de 300 vagas de emprego em São Vicente em vários sectores. Temos vagas nas fábricas para operárias e para uma empresa do ramo de hotelaria que vai iniciar funções brevemente nesta ilha. Oferecemos todas as condições, designadamente contratos de trabalho, INPS e remuneração a partir do salário mínimo”, reforça Jéssica Silva, formada em jornalismo mas que está a trabalhar como recrutadora nesta empresa, que se posiciona como intermediária entre a procura e a oferta de emprego.

Para divulgar as vagas existentes, esta nossa entrevistada explica que fizeram anúncios na Rádio e na página da D&D Carvalho na Internet. “Não estamos a ter o feetback que esperávamos. Penso que estamos a falhar porque ou a nossa comunicação não está a chegar ou está a haver contrainformação”, especula, até porque, diz, as exigências dependem das áreas em que as pessoas vão candidatar e não são elevadas. “Por exemplo, para trabalhar nas fábricas, não exigimos formação. Priorizamos pessoas que não tenham crianças menores de um ano e que não tenham problemas de saúde porque vão trabalhar na maioria das vezes de pé, por várias horas”, acrescenta.

Já as pessoas grávidas são imediatamente descartadas, dada a sua situação. Segundo Jéssica Silva, o salário do trabalhador colocado é pago para a D&D Carvalho, junto com o recibo detalhado da prestação do trabalhador, que é informado de tudo. “Não mexemos no salário dos empregados. Inicialmente, descontávamos cinco por cento nos três primeiros meses para custear serviços, como por exemplo abertura de contas, atestado de sanidade e outros. Quando o salário acordado com o trabalhador fosse 12 mil escudos, 500 escudos destinava-se para estas despesas. Mas nem isso estamos a fazer porque nem sempre os trabalhadores compreendiamo. As nossas receitas provém única e exclusivamente da colocação dos trabalhadores”, garante.

Ou seja, actualmente a única compensação da D&D Carvalho é na fase de colocação do trabalhador no mercado de trabalho. “Somos contactado por empresas, que nos solicitam um determinado número de trabalhadores. Então vamos ao mercado recrutar e recebemos uma compensação na sua colocação. Todas as informações são prestadas aos trabalhadores”, garante, realçando que esta estratégia já permitiu a D&D Carvalho colocar mais de 300 pessoas no mercado de trabalho em São Vicente, em um ano e meio de existência, desde operárias das fábricas, técnicos de laboratório, chefes de produção, de manutenção, de facturamento, recursos humanos, de entre outros. Na escolha, avisa, a experiência a responsabilidade são os principais critérios.

Constânça de Pina

(Visited 7.260 times, 1 visits today)

23 COMENTÁRIOS

  1. A questão que se póe é que o grosso das pessoas que eles precisam recrutar vão para a Frescomar e aí que está o problema. Todas as pessoas que já trabalharam na Frescomar uma vez não aceites novamente mesmo que essa pessoa não tenha feito nada de errado enquanto esteve lá. Aí fica dificil porque muitas pessoas já trabalharam na Frescomar. Outra coisa é que eles pedem vários documentos e uma quota de 200$00 para que as condidaturas sejam aceitas. Se as pessoas estão desempregadas como poderão pagar pelo registo criminal, cadasto policial e judicial, certificados de habilitações literárias e a quota de inscrição?

  2. gostaria de candidatar-me so que nessa pagina nao nos da informacoes detalhadas sobre o emprego, e como posso candidatar-me aqui tem o meu contacto:9579985

  3. oi mim e ricardo um tava de oia se trm possibilicaces de arranjam um emprego la poque um ta sem traboi e mim e orfao de mae e pai

  4. Sou técnico de frio e eletrônico e de manutenção o meu contacto9367500 sou trabalhador por conta própria tudo dipende da prepista

  5. Penso que o país está superlotado de Técnicos Superiores à procura do primeiro emprego. Tentem abrir vagas nos domínios do Turismo, Ciências Sociais e Humanas, Agricultura e outros. Hão-de convir que os postos e condições de trabalho que oferecem (salário mínimo e muitas horas de pé/em pé) não são nada aliciantes.

  6. Um dos problemas da D&D carvalho são dos documentos exigidos na faze da inscrição porque são caros para quem está desempregado já ouvi amigos e muita gente dizendo que gastou o que não tinha para poder se inscrever e não foi chamado outras dizendo que gostariam de se inscrever mas que não tem possibilidade de conseguir os documentos porque tirar 2200$ significa muito para muita gente e sem garantia de sucesso.

  7. Ola, boa tarde gostaria de poder candidatar em qualquer trabalho .

    Gostaria de realsar que tem carta de conduçao, tem formaçao em segurança, informatica, formaçao em lingua gestual. 12° completo , ja partecipei em alguns forum em Portugal sobre comercio em cabo verde . 9138577,

  8. boa tarde
    gostaria de saber mais informações por favor porque estou muito precisando
    sou licenciada em ciencias empresaria e organizacionais.

  9. Bom noite,eu queria saber se neses 300 vagas de trabalho não a vagas para condutores profisionais ou estagio para manobradores de empilhadeiras e veiculos com reboque atrelado

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here