De”txom” de Mindelo para França: Queila Fernandes prepara sua primeira exposição fotográfica

1605

A jovem Queila Fernandes está a preparar a sua primeira exposição a solo de fotografias em França, no  Festival Afrika Savoies, que decorre desde o dia 16 deste mês e prolonga-se até Julho. Com um trabalho baseado em retratos expressivos, tendo como laboratório familiares e amigos, aguarda apenas o visto que aprove a sua estadia em solo europeu.“O convite para participar no evento chegou um pouco em cima da hora e por isso o atraso no andamento do processo”, explica Queila, que esclarece ainda que a sua  exposição será entre 21 do próximo mês a 7 de Julho.

Com um espírito de aventura e de quem muito quer aprender, Queila Fernandes pretende aproveitar para si a troca de experiência com os artistas, que irão participar do festival, para crescer enquanto profissional.

Diz que foi com surpresa que recebeu o convite para participar nesta que é uma das maiores montras de artistas africanos em França. “O manager do festival, natural de Ruanda, ficou a conhecer o meu trabalho através de um amigo em comum. Gostou e pediu-me que enviasse as minhas fotos para poder apresentar para a organização de modo a ser  aprovada”, diz.

A viagem e a estadia são garantidas pelo evento e a fotógrafa promete ainda compensar os “modelos” que serviram de inspiração para o trabalho que irá expôr no festival, caso vier a lucrar financeiramente em vendas.

Com algumas formações em fotografia, a jovem, natural de Santo Antão e a viver em São Vicente, aprendeu essencialmente com a prática e apoio de amigos ligados à esta arte. “Um amigo da empresa MMLines chamou-me para fazer parte do grupo. Recebi deles também grandes dicas, que ajudaram a melhorar a minha técnica de fotografia”, exprime Queila. 

O Catchupa Factory foi outro trampolim para esta jovem, de apenas 24 anos que admite antes faltar-lhe segurança para mostrar seu trabalho.

Depois da aventura por França, tem já marcada a próxima exposição em São Vicente num evento de teatro, além de ter aceite o convite para ser a fotógrafa oficial Festival Internacional de Teatro, o Mindelact.

A primeira câmara fotográfica que a jovem começou a usar, conta, foi encontrada numa discoteca. Após a procura sem sucesso pelo dono, Queila Fernandes resolveu usá-la para dar forma ao seu sonho. Segundo diz, fotografia e vídeo são as únicas certezas do que fazer para o seu futuro.

Sidneia Newton (Estagiária)

(Visited 2.645 times, 1 visits today)

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here