Djon Delgado: O garçom rapper que sonha ser conhecido

668

O rapper Djon Delgado acaba de apresentar um videoclipe que aborda o desemprego em Cabo Verde e que obriga os jovens a lançarem-se nos “expedientes” de empregos precários para conseguirem ganhar o pão. Com 24 anos completados hoje, Djon usa a realidade como inspiração nas suas composições e a música como sonho de um dia ser conhecido. 

Não quero ser famoso, apenas conhecido. Quero poder também dedicar-me um dia só à música”, diz o rapper que, além de cantar e compor, trabalha como garçom. 

Até o final do mês pretende de lançar o seu segundo álbum, entitulado “Live Story”, em que segue a linha criativa de compor música com mensagens e histórias do quotidiano. O videoclipe apresentado no inicio deste mês foi para anunciar este novo projeto.

Com o seu trabalho, este rapper espera desmistificar a ideia de que as mensagens no rap são sempre acompanhadas por obscenidade. “As pessoas pensam que rap é só para mandar boca. Por isso muitos preferem não escutar este estilo. Na minha abordagem a realidade cabo-verdiana e romances que meus amigos me contam, prefiro fugir de expressões obscenas. A minha mensagem positiva, mesmo quando retrato questões negativas”, sublinha.

Apesar de todas as dificuldades, Djon sente que a comunidade do hip hop em São Vicente é unida, porém, acrescenta, escasseiam os apoios de patrocinadores, o que torna mais complicado darem forma aos projetos.

Natural de Santo Antão, aos 19 anos de idade o serviço militar obrigou-o a deixar a ilha e mudar-se para São Vicente onde vive e trabalha. João Baptista Delgado, de nome próprio, já tem dois videoclipes lançados. O seu novo álbum será acompanhado por mais três videoclipes. Este pretende ainda relançar um tema, que desta vez será bilingue, ou seja, em crioulo e holandês, uma “promessa” feita por um produtor estrangeiro.

Sidneia Newton (Estagiária)

(Visited 1.075 times, 1 visits today)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here