Enapor bate novo recorde no tráfego de mercadorias e regista aumento expressivo de navios cruzeiros

356

O tráfego de mercadorias nos portos de Cabo Verde registou um crescimento de 12,6 por cento no ano económico de 2018, cifra que, segundo a Enapor, representa um novo recorde da empresa nesse segmento. Em termos líquidos, passaram pelas infraestruturas portuárias do país nada menos que 2.595.933 toneladas de cargas diversas no ano passado.

Os dados estatísticos divulgados hoje pela empresa indicam que 2018 foi um período excepcional para no sector portuário em termos financeiros, comerciais e operacionais. Conforme reconhece a administração da Enapor, o exercício económico foi “muito positivo”, pois todos os segmentos cresceram de “forma sustentável”. No entanto, os dados mais robustos foram alcançados no movimento de mercadorias e no tráfego de navios cruzeiros.

Com base nas informações disponibilizadas à imprensa, as escalas dos paquetes turísticos aumentaram nada menos que 109% em relação a 2017. No mesmo sentido, o número de passageiros transportados por esses navios cresceu 23,9 por cento, atingindo um total de 47.099 turistas. Estes dados, na óptica da Enapor, reforçam a aposta na promoção do país como destino emergente de navios cruzeiros.

Seguindo a tendência global, o movimento de navios nos portos do país atingiu as 7.941 escalas e cresceu 8,7 por cento. O tráfego de longo curso, por sua vez, alcançou as 1.668 escalas, o que representa um salto superior aos 25 por cento.

O transbordo de pescado, conforme informa a empresa, também fechou o ano com resultados positivos, pois aumentou 13,3% em escalas de navios e possibilitou a movimentação de cerca de 35.655 toneladas de produtos, isto é, mais 7.219 toneladas do que em 2017. Relativamente ao tráfego de contentores, “outro relevante segmento do mercado portuário”, os portos cabo-verdianos receberam 86.059 TEU´S, um crescimento de 13,9 por cento.

Em 2019, garante a Enapor, a empresa continuará firme na sua missão de garantir a coesão territorial, promover a circulação de pessoas e bens e a contribuir para o desenvolvimento da economia nacional.

KzB

(Visited 647 times, 1 visits today)

3 COMENTÁRIOS

  1. A Enapor precisa agora é de actualizar os mapas estatísticos, para incluir carga ro-ro, viaturas de carga carregadas, viaturas de carga vazias, e viaturas de turismo. Com os navios ro-ro, há novas unidades de carga a considerar. Para além disso têm de cuidar da actualização e da fidedignação dos dados. Caso contrário, são de pouca valia.

  2. Há uns meses atrás o ministro da economia disse que os trabalhos do termnal de cruzeiros iriam começar dentro de dias. Meses depois, ontem o PCA da ENAPOR disse que já vão lançar o concurso para as obras do terminal de cruzaeiros. Afinal, quem estará a mentir? Não há respeito por quem os escuta? Somos lixo?E nem pedem desculpas…

  3. Ainda falta os dados de reabastecimentos de navios no Porto Grande, o que aparece a olho nu
    que tem vindo a aumentar significativamente nesses últimos anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here