FA celebram no Mindelo 53º aniversário com condecoração de militares

766

As Forças Armadas de Cabo Verde celebraram o 53° aniversário com a condecoração no Mindelo de um grupo de oficiais e praças com medalhas de primeira, segunda e terceira classe pelos seus comportamentos “exemplares”. Neste acto em que os combatentes da liberdade da pátria foram relembrados, foi enaltecido o papel relevante que a corporação tem desempenhado para a nação, sempre que chamada para participar em determinadas operações.

Foram oito os militares distinguidos esta manhã, sete dos quais homens e uma mulher. Dos homenageados foi destacado o nome do Capitão de Patrulha Rui Gonçalves, galardoado com a medalha da primeira classe. A medalha da segunda classe foi atribuída à Capitã de Patrulha Carina Batista, ao Sargento Principal Flávio Rocha e ao Cabo Principal Ivo Neves. Coube ao Sargento Mor Rufino Delgado, ao Sargento Principal Adilson Monteiro, ao Primeiro Sargento Nelson Andrade e ao Cabo Adjunto Urbano Delgado a medalha da terceira classe. Esta medalha visa distinguir militares com um mínimo de uma década de carreira e que apresentam uma boa conduta moral, disciplina e entrega ao serviço. 

Alem destes nomes, o Comandante da Primeira Região Miliar, Alberto Teixeira, destacou o coletivo no sucesso das operações. “Uma palavra de reconhecimento público pelo esforço coletivo demostrado na forma emprenhada como têm vindo a cumprir com elevado sentido patriótico todo o vasto leque de missões que nos estão atribuídas. Os principais objetivos propostos por este comando foram cumpridos”, assegura o comandante, que salienta ainda o ânimo, sacrifício e disponibilidade dos homens e das mulheres que servem o Comando.

O comandante Teixeira frisou na cerimónia o papel das sucessivas corporações, designadas de “escola de vida” que formaram “cidadãos de referência” na sociedade cabo-verdiana.

O chefe das Forças Armadas, Major-General Anildo Morais, fez-se representar com mensagens de apreço à corporação, a qual diz-se honrado de pertencer, mas também retrocedeu à altura da criação das FA, a 15 de Janeiro de 1967, para relembrar os pioneiros. “Data em que o histórico grupo de jovens assumiu o desafio histórico de ser os fundadores das nossas FA, com compromisso de dar as suas vidas para que Cabo Verde se estabelecesse como Estado e, assim, com a Independência conquistada, o povo tomasse nas suas mãos as rédeas do seu destino”, ressalta.

Após a cerimónia de condecoração, os militares desfilaram pelas ruas da cidade do Mindelo.

Sidneia Newton (Estagiária)

2 COMENTÁRIOS

  1. Nada sobre o Estatuto das Forças Armadas? Só bla bla bla e falta de respeito. Hoje é dia das Forças Armadas! Para quando o fim da tortura psicológica e chantagem sobre a saída do novo Estatuto da vida dos militares? Estranho! Neste dia, nada sobre o Estatuto das Forças Armadas! Estatuto aonde estás?

  2. Um pais como CV não devia estar a suportar umas FA que desde seu fundação não tem usado o material bélico . Chega de gastar dinheiro publico que faz falta aos agricultores ,professores ,etc

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here