Histórico! Eliud Kipchoge supera limite humano e completa maratona em menos de 2 horas

146
Foto: Reuters

Na manhã deste sábado em Viena, Eliud Kipchoge superou o limite humano e se tornou o primeiro homem a completar uma maratona em menos de duas horas. Um marco para a história do desporto.

No “INEOS 1:59 Challenge” em Viena, evento organizado para a tentativa da quebra da marca, o queniano de 34 anos conseguiu 1h59min40s2 e alcançou o feito inimaginável, tarefa esta reservada mesmo para o já mitológico fundista africano. “Corro para provar que não existe limite para a raça humana. Estou muito feliz em ter entrado para a história. Espero que, depois de hoje, mais pessoas consigam completar uma maratona em menos de 2h“, comentou Eliud Kipchoge, que não teve a sua marca homologada como novo recorde mundial por ter sido em uma prova não-oficial.

E, como não poderia ser diferente, a conquista foi emocionante. Uma equipe de 41 corredores (revezando-se em times) apoiou Kipchoge, que ficara apenas 26 segundos distante da marca em Monza, na Itália, em maio de 2017. Durante todo o trajeto em Viena, o queniano era incentivado pelo público, que foi ao delírio no quilómetro final. A poucos metros da chegada, o último grupo de apoio reduziu o ritmo para que Eliud Kipchoge seguisse destacado e concluísse o percurso, para ovação dos presentes.

Kipchoge acena para o público a poucos metros da chegada — Foto: Reuters

Kipchoge acena para o público a poucos metros da chegada — Foto: Reuters

Há dois anos, um projeto denominado “Breaking2” surgiu com o objetivo de quebrar a barreira das duas horas numa maratona. Percorrer 42,195 km em menos de 120 minutos é um grande desafio para o corpo humano e para a história, pois seria preciso uma velocidade média de pelo menos 21,27 km/h. Na ocasião, Eliud Kipchoge ficou a somente 25 segundos de atingir o feito.

View image on Twitter

Campeão olímpico em 2016 no Brasil e recordista mundial (com o tempo de 2h01min39s obtido em Berlin em 2018), o queniano é imbatível na maratona, vencendo também, entre outras, em Londres, Chicago e Roterdão.

C/Globo.com


(Visited 220 times, 4 visits today)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here