Liberdade provisória para suspeito de agredir filha sexualmente

719

O Tribunal de São Vicente deixou em liberdade provisória mediante Termo de Identidade e Residência o indivíduo de 32 anos, residente em Ribeirinha, suspeito de agredir sexualmente a filha menor. Este, alegadamente, vinha mantido relações sexuais com a criança desde 2017.

O indivíduo foi detido na quarta-feira pela Polícia Judiciária fora de flagrante delito e presente na quinta-feira, 11, às autoridades judiciais, acusado de agressão sexual com penetração, agravado e continuado. A vítima no caso é a filha, ainda menor, que mora com o progenitor.

Esta, de acordo com informações veiculadas pela PJ, ao ser confrontado pela filha, no mês de fevereiro, terá sido coagido pelo pai que a questionou se queria que fosse para a cadeia. São essas acusações que o alegado agressor teria de responder às autoridades competentes.

Foi-lhe aplicado “liberdade provisória mediante TIR”.

(Visited 1.200 times, 1 visits today)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here