“Ludgero Lima” comemora os seus 50 anos com serenata e baile sem álcool

595

O Liceu Ludgero Lima, uma das prestigiadas instituições de ensino secundário no país, vai sair esta Sexta-feira às ruas do Mindelo com uma serenata para comemorar o seu 50º aniversário. O objectivo desta actividade é chamar os ex-alunos e antigos professores para celebrarem com a comunidade educativa do LLL esses cinco décadas de ensino e relembrar a história desta instituição que, por vezes, se confunde com a evolução da cidade do Mindelo. O toque para o arranque dessa tocatina será dado às 19 horas à frente do estabelecimento de ensino. Todos os músicos, tocadores, cantores, artistas das mais variadas áreas, ex-alunos, antigos professores e cidadãos anónimos foram “convocados” para essa viajem musical, que começa à porta do liceu, passa pela Praça Estrela, Rua da Praia dos Botes, entra pela Rua Lisboa, Rua de Policlínica, desce para largo do Amarante e depois volta ao ponto de partida.

O Liceu Ludgero Lima durante teve sempre um papel de relevo na educação local e nacional. Sabemos que o professor é mãe e pai de todas as profissões e sabemos ainda que muitos músicos cabo-verdianos passaram por este edifício. Por isso convidá-mo-los a vir celebrar connosco estes 50 anos de vida. Esta é ao mesmo tempo uma forma de homenageá-los também”, explica José Cândido Delgado, director do LLL, acrescentando ainda que esta actividade tem o objectivo de cumprir o papel social da escola que é o de estar próxima da população e da comunidade educativa.

Se repararmos bem, São Vicente tem uma história que se confunde com a existência do Liceu Ludgero Lima, com o seu próprio desenvolvimento e o seu papel na ilha. Levar esta serenata para as ruas também é uma forma de fazer com que a própria sociedade esteja envolvida no nosso programa de actividades”, defende Cândido Delgado, que se diz um privilegiado por fazer parte desses 50 anos, antes como aluno, agora como director.

Para além da serenata no Sábado, o pátio do Liceu Ludgero Lima vai receber um baile com animação do DJ Paulão, dos grupos de Vady Dias, Tchenta Neves, Rebecada Banda e The Kings, além de vozes do Mindelo como Jorge Sousa, Jeniffer Solidade, Edson Oliveira, Dainira Veríssimo, Anísio, Gay, Raíssa, Rui Last One, Carmen Silva e Miriam da Luz. Um aspecto importante é que será proibida a venda de bebidas alcoólicas nessa festa, que pretende reunir no mesmo espaço várias gerações de estudantes, professores e funcionários, para momentos de partilha.

Fomos desafiados por antigos alunos do Liceu Ludgero Lima a incorporar no nosso programa uma actividade que pudesse abarcar todas as gerações que passaram por este edifício e aceitamos. Então organizamos este baile e queremos que seja uma grande festa. A ideia é mesmo esta: congregar no pátio do Liceu Ludgero Lima todos os antigos alunos para que possam reencontrar antigos colegas, reviver os bons momentos que passaram nesta instituição e festejar no calor deste edifício. Esperamos que os ex-alunos e pessoas que gostam deste liceu, mesmo as que não estudaram aqui, possam vir divertir-se connosco”, apela José Cândido Delgado.

Por outro lado, segundo Delgado, o “Baile sem Álcool”, como foi baptizado, terá uma vertente social e educativa. “O álcool está a tornar-se um problema de saúde pública, sobretudo no seio da juventude. Os jovens estão a revelar uma tendência em consumir álcool cada vez mais cedo. Queremos mostrar que é possível festejar e confraternizar com os colegas sem bebidas alcoólicas.”

Recuperação do edifício

Apesar da sua importância e do papel que desempenhou na formação de várias gerações entre os quais sobressaem escritores, músicos, políticos médicos e professores, o LLL está a aparentar um notável desgaste na sua estrutura física. Por isso o director diz contar com o apoio do Ministério da Educação, do Governo e demais parceiros para retribuirem dignidade ao edifício e às pessoas que ali estudam e laboram.

Segundo Delgado, antigos alunos do Liceu Ludgero Lima já se disponibilizaram para ajudar a direcção a elaborar um projecto de requalificação do prédio. A partir deste projecto, conseguimos requalificar o pátio da educação física, construir a pista de atletismo, o tanque de salto em comprimento e colocar o piso sintético no campo de basquetebol, com um financiamento da Direcção Geral dos Desportos. Conseguimos mobilizar junto do Ministério da Educação alguns recursos para substituir a carpintaria deste edifício”, revela o responsável do liceu. Nos trabalhos efectuados, diz a referida fonte, priorizaram a beneficiação das salas de aulas, cujas portas e janelas foram substituídas por material em alumínio. Ficou a faltar o bloco administrativo, mas, segundo Cândido Delgado, a direcção da escola vai continuar a pressionar e mostrar que é preciso investir-se na conservação do edifício, pois este está precisar de reformas urgente.

Carina David

(Visited 690 times, 1 visits today)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here