Luis Neves regressa a S. Vicente: 60 mil dólares em computadores Mac e materiais desportivos para escolas, associações e clubes

4043

O emigrante Luis Neves regressou à cidade do Mindelo recheado de presentes para escolas secundárias, associações e clubes desportivos, avaliados em sessenta mil dólares. Na bagagem, este mentor do projecto Education and Cultural Exchange trouxe fundamentalmente equipamentos electrónicos como computadores Macintosh e Ipads e uma série de equipamentos desportivos, estes destinados às equipas de andebol, atletismo, basquetebol e ginástica rítmica-desportiva de S. Vicente e Santo Antão.

Os materiais, segundo este emigrante, foram doados pela escola privada Charlotte Latin School, onde trabalha, sediada no Estado norte-americano de Carolina do Norte. “Esta escola, que pertence a um grupo de cinco escolas privadas, tem acreditado no meu projecto, que visa ajudar estabelecimentos do ensino e outras entidades em Cabo Verde através da recolha de materiais destinados à reciclagem, mas que estão ainda em bom estado de conservação e podem ser ainda aproveitados”, explica Neves, que regressa pela terceira vez à cidade do Mindelo com o único propósito de distribuir os donativos, tendo vindo da primeira vez acompanhado da esposa e professora universitária Terza Neves, ela também mentora de um projecto no domínio da educação.

A delegação do Ministério da Educação na ilha de S. Vicente, frisa Luis Neves, é a maior beneficiária do lote de materiais electrónicos que trouxe, constituído por 20 Imac de secretária, 46 portáteis Macbook Pro, 88 Ipads, 2 carros para Laptops e 3 projectores. Parte considerável desses equipamentos será destinado às escolas secundárias do Mindelo e do Porto Novo. “Decidi oferecer um Ipad aos 20 melhores alunos do ensino secundário, como forma de estimular a entrega aos estudos”, informa Neves, que reservou 4 Imac e um conjunto de Ipads para duas escolas da cidade do Porto Novo e que serão entregues hoje, quinta-feira.

Outra entidade beneficiária é a Associação Eskedinha, criada por um grupo de jovens em Cruz João Évora, que irá receber um lote de 15 Macbook Pro para a abertura de um centro de formação e pesquisa. Por outro lado, o Centro Juvenil Nhô Djunga será agraciado com a oferta de um computador e roupas doadas por uma loja ligada à escola norte-americana. Luis Neves também decidiu responder positivamente a um apelo da Cruz Vermelha de S. Vicente, que lhe pediu um computador e vai receber três.

Este emigrante natural de S. Vicente quer continuar com o projecto, mas confessa que ficou desta vez um bocado desanimado com a insensibilidade das autoridades em relação à sua iniciativa. “Como dizer isto de forma correcta?! Acho que a mentalidade das autoridades cabo-verdianas está formatada para receber; quando pedimos algo, a coisa muda de figura. Como a minha mãe de criação costumava dizer, uma mão lava a outra e as duas vão ao rosto, mas não é isso que se passa”, lamenta Luis Neves, que tentou pedir ajuda para custear a sua passagem dos Estados Unidos para Cabo Verde, mas encontrou só escusas. Isto num projecto que visa ajudar o ministério da Educação e credenciado pela embaixada de Cabo Verde na América. Aliás, foi graças a ajuda do serviço diplomático norte-americano na cidade da Praia é que conseguiu adquirir o bilhete de viagem.

Isto quando teve todo o cuidado de angariar os materiais, embala-los e arcar com os custos de transporte terrestre e marítimo. Apesar de desanimado, Luis Neves enaltece o tratamento que mereceu da Alfândega do Mindelo, que fez de tudo para possibilitar o levantamento dos donativos com rapidez.

Os materiais serão entregues na segunda-feira de manhã no Centro de Estágio da FCF, em S. Vicente. Entre os beneficiários estão todos os clubes de andebol, equipas de basquetebol, o clube Mindelgina, praticantes de atletismo, associação Eskedinha, escolas secundárias e outras entidades. Aproveitando o gesto desse ex-árbitro de andebol, a Associação de Andebol de S. Vicente organizou um torneio para homenagear e agradecer o empenho de Luis Neves. A prova será nos escalões masculino e feminino, com direito a troféus ofertados pelo próprio. Além disso, Luis Neves vai aproveitar o momento para entregar um conjunto de equipamentos e apitos para os juízes de andebol da AASV.

Kim-Zé Brito

(Visited 8.308 times, 1 visits today)

9 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns pa esse excelente iniciativa em ajudar São Vicente e Porto Novo. Parabéns pa ter escolhido es 2 área importante na um sociedade: Educação e desporto.👏👏👏

  2. Grande atitude deste Sr. , merece respeito ! Precisamos de mais pessoas assim que mesmo fora do país estejam empenhados em ajuda-lo(e a sua ilha tb) , mas tb precisamos que os governantes e mesmo a população incentivem essas pessoas ,para que não aconteça o que este Sr refere , e que por consequência leva a desmotivação dos mesmos.

  3. Espero que sejas um exemplo para as autoridades. Esperamos que com a tua atitude, um dia possamos ter responsáveis que não fiquem a pedir quando já lhes estamos a oferecer. E que em vez de pedirem para engordarem o seu ego oco, se lembrem antes, de AGRADECER.

  4. Caro Luís Neves
    Começo primeiramente para por parabenizar pela grande iniciativa e encoraja-lo a continuar a apoiar essas nossas ilhas. Os nossos governardes infelizmente só pensam realmente em receber e apoiar o que terão beneficio pessoal, mas no entanto, convém repensar a quem doar os equipamentos. Acho melhor entregar a jovens com dificuldade do que ao ministério. Com um jovem, tal equipamento será melhor aproveitado e terá mais impacto na sociedade. No ministério duvido que os equipamentos permanecerão ali por muito tempo.

  5. Ola, muito obrigada pa tud es comentarios. Te fka muito agradecido. E um kre continua te pensa dum forma positivo e acredita ke estes materias te ser usod de forma correcta e kis te fka a disposicao de quem precisa.
    Luis Neves

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here