Maritza Rosabal inaugura restauro do Liceu Velho: “O campus do mar vai desenvolver um ecossistema de formação e investigação marinha”

237

A criação do Campus do Mar em São Vicente vai desenvolver um ecossistema de formação e investigação marinha em Cabo Verde que mobilizará recursos no âmbito do projecto da Zona Económica Especial em São Vicente. Esta garantia foi dada pela Ministra da Educação, Maritza Rosabal, durante a inauguração das obras de restauro do Liceu Velho. Para a governante, a sua implementação permitirá ainda a produção científica aproveitando todos os activos do Instituto Nacional do Desenvolvimento das Pescas, da Uni-CV e do Centro Oceanográfico.

O Campus do Mar, segundo Maritza Rosabal, está inserido nas estratégias educativas do Governo que delineou um projecto de educação superior mais abrangente e mais autónomo para a cidade do Mindelo. Sobretudo, sustenta Rosabal, permitirá a consolidação dos conceitos da economia de conhecimento e da economia azul.

Falando directamente sobre as obras de remodelação do Liceu Velho, que em tempos desempenhou um importante papel no processo educativo cabo-verdiano, a Ministra da Educação disse que esta reforma vai reposicionar o edifício como um farol para este novo contexto educacional.“Hoje estamos numa nova conjuntura e perane novos desafios. Estamos em pleno processo de consolidação do sistema educativo em Cabo Verde, com um projecto de reforço técnico das capacidades nacionais, cujo objectivo é promover a qualidade do sistema e assegurar a melhoria da educação em geral. Eu acredito que a remodelação deste edifício vem reposicioná-lo como um novo farol do futuro agora neste novo contexto”, reafirmou a ministra, sublinhando que é inegável o papel que o Liceu Velho teve na construção da intelectualidade cabo-verdiana e o seu legado na construção de uma sociedade mais consenciente e interventiva.

Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal, país que foi parceiro estratégico no processo de restauro do Liceu Velho, afirmou por seu aldo que o Programa Estratégico de Cooperação (PEC) luso-cabo-verdiana, assinado em 2017 colocou a educação no primeiro plano. Por isso o restauro do histórico edifício foi objecto desta cooperação. Outra razão para Portugal financiar este projecto, acrescenta Santos Silva, é que o edifício é um património histórico que foi construído ainda na era colonial e que tem sido um equipamento de excelência na educação. Logo, merece ser preservado.

Quem também esteve presente foi o presidente da Câmara Municipal de São Vicente, Augusto Neves. Para o edil, a inauguração das obras de restauro do Liceu Velho é um momento especial para São Vicente por causa do valor que aquela infraestrutura desempenhou para a ilha e para a sociedade cabo-verdiana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here