Mindelense passa, Derby fica – Rui Alberto já só pensa em defrontar a Ultramarina

134

O Mindelense vai aproveitar a próxima semana para “trabalhar duro” e enfrentar a equipa da Ultramarina de S. Nicolau na primeira mão das meias-finais do nacional de futebol. Satisfeito com a conquista do passaporte para a segunda fase, o técnico Rui Alberto já começa a centrar a sua atenção no desafio seguinte, que é defrontar os campeões da “terra de Chiquinho” no seu reduto. “Se a Ultramarina conseguiu passar às meias-finais é porque se trata de uma boa equipa. Disso não temos dúvidas, o que nos obriga a trabalhar duro porque certamente não será fácil jogar em S. Nicolau. Além disso conhecemos o potencial de alguns jogadores da Ultramarina, que já passaram pelo Mindelense”, comenta o treinador dos “leões vermelhos”, que estava receoso quanto à continuação do Mindelense na prova.

Segundo Rui Alberto, os jogadores começaram muito bem, mas depois deslumbraram-se com as vitórias consecutivas e cometeram um deslize que colocou em risco a passagem da equipa às meias-finais, caso perdesse com o Académico do Sal. “Felizmente fizemos uma boa partida e tivemos um apoio excelente dos nossos adeptos. Esta vitória é uma vitamina para enfrentarmos a próxima etapa”, assegura Rui Alberto, que aproveitou para deixar claro que o Mindelense está a representar S. Vicente, incluindo as pessoas que não apoiam o clube.

Os tetracampeões nacionais garantiram este Domingo a passagem às meias-finais graças a uma vitória por duas bolas a zero sobre o Académico do Sal, que lhes garantiu o primeiro lugar do grupo B, com 13 pontos. Curiosamente foi Latxe, ex-jogador da equipa salense, quem foi o carrasco do Académico ao marcar os golos dos “encarnados” da Rua d’ Praia.

Nesta sexta e última jornada, o Derby lutou e conseguiu alcançar uma vitória por 2 bolas a zero sobre a equipa do Sal-Rei da Boa Vista, mas os três pontos conquistados foram insuficientes para assegurar a ida à semi-final. Os derbianos ficaram com apenas 10 pontos e sem hipóteses de se posicionar como o segundo melhor classificado da fase de grupos. Quem conseguiu essa proeza foi a Académica do Porto Novo, que goleou o Paulense por três a zero e beneficiou ainda do empate do Onze Unidos do Maio por duas bolas no encontro com a AJAC da Calheta. A formação maiense ficou com os mesmos 11 pontos que a representante do Porto Novo, mas só que a equipa santantonense teve melhor diferença de golos marcados.

Qualificado desde a semana passada às meias-finais, o Sporting da Praia saiu com um empate sem golos no jogo com a sua congénere da Brava. Conforme o calendário, os “leões da Capital” defrontam agora a Académica do Porto Novo, em Santo Antão, na primeira ronda. A segunda partida da semi-final será entre a Ultramarina e o Mindelense, em S. Nicolau.

(Visited 176 times, 1 visits today)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here