Mindelo recebe pela primeira vez extensão do FESTIn

27

O Espaço Fernando Pessoa do Centro Cultural Português no Mindelo vai receber nos dias 7 e 8 de Dezembro, pela primeira vez, uma extensão do Festival de Cinema Itinerante de Língua Portuguesa (FESTIn). Vão ser exibidos dois filmes: “Vendo ou Alugo”, uma comédia brasileira realizada por Betse de Paula, e “Zenaida”, uma ficção grego -cabo-verdiana, realizada por Alexis Tsafas e Yannis Fotou, com participação de Fonseca Soares.

A realização do Festin em Cabo Verde é uma proposta da curadoria deste certame em Portugal, que foi aceite pelo Centro Cultural Português na Praia. Por causa disso, é na capital que este festival tem a sua programação mais vasta. No entanto, entendeu-se trazer uma extensão desta mostra de cinema português para São Vicente, tendo em conta a tradição desta ilha ligada ao cinema, segundo o responsável do CCP – Polo do Mindelo.

“Em São Vicente temos o MaioDoc, que já vai na sua 11ª edição e é uma das actividades mais antigas ligadas ao cinema documental nesta ilha. Nos últimos anos temos recebido também o New York Portuguese Short Festival, que é um festival de cinema que, apesar do organizado em Nova Iorque, acontece em cerca de 50 cidades em todo mundo. E conseguimos colocar Mindelo neste mapa”, explica João Branco.

Isto foi possível porque, prossegue este entrevistado, nos dias que correm a organização dos festivais itinerantes é facilitada pela internet. “É um processo relativamente simples. Havendo vontade da organização central de conseguir as autorizações, os direitos de autores, etc, o resto basta a disponibilidade das instituições locais em receber a actividade. E nos do CCP estamos abertos a isso porque é fácil organizar”, acrescenta.

Para a extensão de São Vicente foram escolhidos dois filmes. O primeiro é uma comédia de 2013, que conta a história de Maria. Esta vive com a mãe, a filha e a neta em um casarão no Leme, na entrada de uma favela. Para sobreviver, Maria Alice faz bicos, alguns ilegais, mas sabe que o único meio de resolver seus problemas é vendendo a sua casa, que ninguém quer comprar por se situar próximo do morro. Um dia Maria encontra uma amiga que diz que o filho, que trabalha como corrector e tem um cliente louco para comprar um imóvel na cidade. E ela tudo vai fazer para agradar o possível cliente e vender a casa.

Já o segundo, Zenaida (2015), é do género ficção e conta com a participação do ator cabo-verdiano Fonseca Soares. É a história de uma jovem de 18 anos, vítima de tráfico de mulheres. Ela está presa numa cidade europeia sem passaporte e forçada pelos “donos” a trabalhar como prostituta. A jovem vê a sua vida reduzida a uma rotina em contraste com as noites onde reinam alucinações induzidas por drogas que a transportam numa fuga ao presente, de volta à pobreza e aos pesadelos anteriores da sua vida.

O filme foi quase que inteiramente gravado na Grécia, mas tem algumas cenas captadas na ilha de São Vicente. Apesar de gravado em 2015, é a primeira vez que vai ser exibido aqui nesta ilha pelo que se espera casa cheia. De referir ainda que, por ser a primeira vez que o Festin acontece em Cabo Verde, os representantes estão presentes estes dias na Praia e a partir do dia 7 em São Vicente. Vão acompanhar as projecções e explicar as pessoas o que é este festival, as razões para a sua realização, a escolha dos filmes, entre outros.

Constânça de Pina

(Visited 45 times, 1 visits today)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here