Ministério anuncia demissão da Directora Nacional de Educação

391

O Ministério da Educação acaba de aceitar o pedido de demissão da Directora Nacional de Educação, Adriana Mendonça. Esta decisão veio satisfazer muitas vozes na sociedade cabo-verdiana, entre eles pais e encarregados de educação, que se mostraram escandalizados com os novos manuais de Matemática do 1º ano do Ensino Básico que chegaram às prateleiras com erros graves de português e de cálculos, sendo que a revisão linguística e coordenação geral do foi feita por Adriana Mendonça.

Em nota, o Ministério da Educação destaca o profissionalismo, o empenho e a entrega total à causa da educação em Cabo Verde de Adriana Mendonça. Segundo a tutela liderada por Maritza Rosabal, Adriana Mendonça e sua equipa conseguiram, num contexto excepcional, criar as condições para o desenvolvimento do projecto educativo da da Direcção Nacional de Educação (DNE).

Sob a sua coordenação deu-se uma nova alma ao projecto educativo em Cabo Verde. Este feito meritório exigiu uma entrega de corpo e alma e um abandono de projectos pessoais e profissionais para se dedicar inteiramente a redesenhar os novos conteúdos educativos do país. Isto implicou mudanças substanciais na vida pessoal da mesma, que mesmo sem a companhia familiar, aceitou e desempenhou com mérito um cargo da mais alta exigência técnica e profissional”, lê-se no comunicado assinado pela Ministra da Educação, que realça ainda que Adriana destacou-se por ter tido como único objectivo a promoção de uma educação de qualidade para a nova geração de cabo-verdianos.

Na nota a ministra destaca igualmente a forma profissional e o enorme envolvimento emocional com que Adriana Mendonça desempenhou a função no país e no estrangeiro, em representação do Estado de Cabo Verde algo que, segundo diz, só é possível para quem defende a causa da educação acima de tudo. “O Ministério da Educação enaltece ainda o perfil único e o percurso profissional de mérito de Adriana Mendonça, que se destaca por um nível de “expertise” no sector pouco comum e de alto valor acrescentado para qualquer instituição com que colabora.” A saída de Adriana Mendonça do cargo de Directora Nacional da Educação acontece no mesmo dia em que se prepara uma manifestação na cidade da Praia para exigir a demissão de Adriana e retirada dos manuais do mercado.

PM diz que governo vai corrigir e reimprimir os livros

O Primeiro-Ministro considera que o Ministério da Educação agiu bem em aceitar a demissão da Directora Nacional da Educação tendo em conta o contexto que se criou à volta desta polémica. Entretanto, segundo Ulisses Correia e Silva o Governo vai corrigir os erros, reimprimir e redistribuir os manuais ainda no decorrer deste ano lectivo e quem já adquiriu os livros poderá fazer a troca gratuita. A reimpressão será feita em Cabo Verde e para isso será lançado um concurso para as gráficas nacionais
Enquanto decorre este processo, os livros corrigidos serão disponibilizados numa plataforma informática para os pais e professores. Ulisses Correia e Silva não quis reagir sobre a polémica sobre a empresa que produziu os manuais que alegadamente pertence à sua prima, afirmando que não comenta fofocas do “facebook”.

Foto:Tiver

(Visited 461 times, 1 visits today)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here