Miss Travesti 2019: Dificuldades de transporte excluem participantes

2767

A 6ª edição Miss do Travesti Cabo Verde realiza-se este sábado, 23, no espaço Colombinho em São Vicente e conta com participantes de quase todas as ilhas. A maior dificuldade, de acordo com a organização, prende-se com o transporte dos participantes, o que faz com que algumas ilhas não tenham representantes no evento, que tinha a pretenção de ser nacional.

Entre os 11 participantes inicialmente previstos, até agora confirmaram a sua presença somente os representantes de São Vicente, Santo Antão, São Nicolau e Santiago. A organização espera ainda que o participante da ilha do Sal consiga chegar a tempo para entrar na competição. 

De acordo com Anita Faiffer, travesti e membro da organização deste concurso de miss travesti, foram enviados convites para quinze participantes, mas a dificuldade de transporte para São Vicente, reduziu o número de inscritos e fez ausentes outras ilhas da competição.

Anita garante que, se não fosse o apoio da população mindelense, desistiria do evento. “Muitas pessoas têm nos apoiado, desde os boutiques, o dono do Colombinho que nos cedeu o espaço, algumas empresas, instituições e pessoas a título individual, caso da emigrante Arlinda Sousa, que todos os anos oferece a coroa para a vencedora”, afirma este travesti.

Mas este espera ainda apoios de outras entidades, como a Câmara Municipal de São Vicente, para poder garantir a estadia dos participantes de outras ilhas aqui no Mindelo. No entanto, às vésperas da competição, diz Faiffer, conta essencialmente com apoio da população mindelense.

Renda e produtos arrecadados destinados a apoiar idosos

Segundo afirma esta fonte, a entrada custa 300 escudos e um quilo de alimento não perecíveis e outos produtos, que deverão ser entregues aos idosos mais necessitados de São Vicente, principalmente os que costumam estar à frente da igreja. “Queremos apoiar os idosos necessitados com os alimentos e, por ser época da chuva, iremos visitar a casa deles para perceber quais precisam de apoios para remodelarem as suas habitações”, assegura.

Este desfile, para este responsável da liga da inclusão da comunidade LGBTI em Cabo Verde, é apenas uma “partilha de amor” e por isso, convida a população mindelense a estar presente. Para além do desfile, estão previstos demonstração de dança, teatro e muitas outras surpresas.

Luna Aguiar, de São Vicente, é a actual Miss Travesti Nacional.

Sidneia Newton (Estagiária)

(Visited 4.777 times, 1 visits today)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here