Motoqueiro sentenciado a 5,6 anos de prisão pela morte acidental de idoso em Monte Sossego

4079

Marley Matos, o jovem motoqueiro responsável pela morte acidental do idoso António da Cruz em Monte Sossego em Junho passado, foi condenado esta manhã a 5 anos e seis meses de prisão. Para o juiz Antero Tavares, ficou evidente no julgamento que o acusado cometeu os crimes de homicídio negligente, condução ilegal e omissão de auxílio ao abalroar a vítima com a roda dianteira da motocicleta e abandona-la à sua sorte no meio da via. O octogenário sofreu vários ferimentos, entre os quais traumatismo craniano, e acabou por falecer.

Conforme o magistrado, o motoqueiro seguia no veículo com uma roda suspensa e a uma velocidade que não lhe permitiu parar ou desviar-se do idoso, que foi atingido quando atravessava a passadeira. Além disso, em vez de prestar socorro à vítima, decidiu montar na moto e abandonar o local do acidente. Este comportamento, realçou o juiz, comprometeu ainda mais a sua situação, pois acabou por ser acusado também de omissão de assistência a pessoa acidentada.

Marley Matos, 21 anos, foi condenado às penas parcelares de seis meses de cadeia por condução sem carta, quatro anos de prisão por homicídio negligente grosseiro e a dois anos de encarceramento por omissão de auxílio. Feito o cúmulo jurídico das sentenças parcelares, acabou condenado à pena única de 5 anos e seis meses de prisão e pagamento das custas processuais.

Segundo o juiz, o arguido alegou na sua defesa que o acidente foi provocado devido a uma avaria mecânica e que fugiu por receio das pessoas que, entretanto, juntaram-se no local. No entanto, testemunhas contrariaram essa versão ao garantirem que o jovem e outro colega seguiam a uma velocidade acentuada com a roda dianteira dos veículos no ar. Logo, para esse magistrado do 1° juízo crime, Marley Matos estava a agir de forma consciente. Além disso, acrescentou, o acusado sabia que não tinha carta de condução, pelo que jamais deveria estar a circular com a motocicleta na via pública. Para ele, o jovem mostrou ainda total desprezo pela vida humana ao atingir a vítima numa passadeira e fugir do local do acidente, deixando uma pessoa ferida abandonada à sua sorte. Neste caso, apesar do auxílio prestado pelos bombeiros e um enfermeiro, o idoso acabou por falecer.

A leitura da sentença foi assistida por familiares de António da Cruz, que se mostraram sensibilizados. No entanto, evitaram comentar a decisão do tribunal. A mesma coisa fizeram os advogados de defesa e acusação. É certo, entretanto, que o advogado de Marley Matos vai recorrer da sentença.

Homem de fino trato, “Nho Anton” era muito conhecido por sua educação e religiosidade, mas também por causa dos filhos, todos com alguma projecção na sociedade mindelense. Refira-se que o arguido ouviu a sentença em silêncio e deixou escapar algumas lágrimas na sala de audiência. Igualmente, parentes do malogrado presentes no tribunal não puderam conter a emoção depois de ouvirem o veredicto.

Kim-Zé Brito

(Visited 5.801 times, 1 visits today)

21 COMENTÁRIOS

  1. as avenidas mas largas são velodromos para motoqueiros alem da polução sonora que produzem ,passam frente a todos os Comandos da POP sem pudor ate que acontece um acidente ,o triste e’ que são jovens os expostos a morte segura .

  2. Aqui em cabo verde nossas ruas não permitem esses tais actos, deveria ter também maior fiscalização nesses individuos que andam em motociclos parecendo vandalos e irresponsaveis. Espero que isso sirva de lição para os outros

  3. Ninguém acima apresentou soluções … Apenas aquilo que todos sabemos …
    Esse sim é o motivo pra que essas coisas continuem acontecendo.

  4. Coitado de Nho Anton meu grande vizinho homem educado e amavel,os motoqueiros andam a fazer muita imprudencia que poe em risco as suas vidas e as dos outros tolerancia Zero aos prevericadores

  5. Caro Larson do Rosario não se trata de gostar ou não de bzot #Bikelife, o que não falta na SV é descampod basta conduzi 10min pa fora de cidade. Agora esse desrespeito e FALTA DE CONSCIENCIA SOCIAL tem que caba. Se nha paixao for tiro profissional bo otxa certo um ba na meio de cidade praticá e quando contce algum cosa me t bem dze que foi um “Acidente”??! Mas enfim esse ê nos sociedade #Maisrespeitopvidahumana

  6. Caro Larson o desculpa mas o teu comentário mostra que isso continuará a acontecer, o sr Aritson tem razão eu era e sou apaoxonado pelo futebol, quando criança jogavamos na rua e tinhamos de evitar bater a bola em alguém principalmente os mais velhos. e vocês sabendo dos perigos fazem isso. e cometem crimes sim e varíos desde poluição sonora a mortes por negligência. o desporto é vida, é saúde meu caro.

  7. Larson bo é um autentico PALERMA nha boy, ma palermon prop, se esse pessoa fosse nha familia ntava rbenta k bo raça mostrob esse falta de respeito bo tita demontra agora!! Bo tem bo paixao ok, no t respeita, mas respeita os outros bo bay faze bo paixao laaaa pa o ray k vos parta!!! Bo ca tem k bem estot t fazel na via publica onde t passa data de gente e depos mata um inocente e bem kess conversa AH NAO EH NOS PAXAO!!

  8. E SR Tavares e com o acomular de todos esses crimes penso que a pena deste jovem veio reforçar e motivar outros criminosos a continuarem a matar nas nossas estradas. Assim pk qualquer um que pensa em meter-se num carro ou numa moto e andar a altas velocidades e começar a atropelar todos aqueles que apararecerem pela frente e depois pegar 5 anos é canja. Pois a vida humana ja não vale nada por essas bandas. Esse jovem sabia que o lugar das duas rodas da moto é na estrada se quizesse divertir fazer acrobacia podia escolher um local seguro para tal e nao um via pública. De livre espontânea vontade decidiu fazer tal desparate com as rodas e ainda alguem tem a coragem de dizer que foi acidente. Se eu metesse no meu carro e batesse nesse comentarista com duas rodas ao ar, ele diria que foi um acidente? cria juizo e discernimento meu caro comentarista. Eu nao conhecia nem a vitima e nem o jovem que ceifou a vida a esse pobre senhor, mas ao ler essa centença fiquei revoltada, porque a nossa segurança ja nem a lei assegura. Se a pena esta certa, precisamos deitar as nossas leis por terra e fazer novas leis.

    • É o mesmo juiz que absolveu um grupo de criminosos na execução da professora de Filosofia em Jondebra em Maio de 2018.
      Realmente, a Vida Humana perdeu valor na mão dos ditos decisores deste país. O feitiço pode retornar ao feiticeiro um dia.

  9. Pelo ke m persebê, Larson, ka devê kondená um pessoa pur el extod ta expressá sê paixão mexmo ke sê atitude provoká morte de um ot pessoa ke katem nada a ver ke tal paixão. Ê sério isso?
    #Bikelife provavelmente ka ê nada de mal. Max konduzi sem karta ê CRIME; Max kondussão perigoza ê CRIME; Trá vida de um pessoa ê CRIME y max algum koza ke el safá de akuzassão pur ter aprezentod tão tarde na exkuadra.
    Se tud maltax de #Bikelife tem ess mexmo filosofia d’bossa iss ta torná #Bikelife um koza baxtante perigozo pa u rext de Sosiedad ke ê supoxto extod kontá ke atravessá um passadera na seguransa.
    Um verdadêr amig ê dzê – bô kometê errux gravex, max m ka ta abandonob irmão, y ta bem fazê de tud pa max nenhum irmão de #Bikelife kometê u mexmux errux k’bô.

  10. Quas bo inda ficha não caiu não é ?
    Pelos vistos não. Ainda ficha não caiu mesmo.
    Ninguem ca ti ta condena bsot moda se bsot fosse criminoso rapaz. Un ca sabe se bo nota mas bsot foi condenado pelo Tribunal da Comarca de S.Vicente COMO SENDO … CRIMINOSO. Ja ta feto. Já ta. Sim gajin foi condenado a quase seis on de cadeia. E Tribunal ca ta condenada ninguem por “siguir se paixao” ma sim por ter fet un acto criminoso. E é verdade. Se Lugar na Rbirinha ninguem ca ta tral el.

  11. Como amigo de Marley desde pikni, desde o acontecido on passod, sempre n dzel e txal clor k uke kel faze foi um erro gravissimo, e como colker pssoa el tem k assumi e responsabiliza pa sej atos, el foi condenod a cumpri pena na cadeia, e el tem k paga pa uke k contce, el tem noção disso, kolker pssoa em plena consciencia tem noçao disso, eh um situação k podia contce k kolker pssoa k t na estrada seja provocod por el mesmo ou seja por falha mecanica, ( e um ka tt dze k uke k contce foi por falha mecanica pk mi ka tava la).
    Em relação a uke k Larson dze, yha el eh um paixão moda ots pssoa tem paixão pa ots desporto, seja d bola, seja na agua, seja koler um, ma como motociclista kmi eh e como um pssoa apaixonod pa ess arte k txeu t considera vandalismo, motocilcistas (alguns, boa parte) de soncent ou de CV, tem sido t falha grave na estrada, em relação a velocidade, a manobras e acrobacias na via publica, t po em risco sej vida e principalmente vida de peõs, k nada tem a ver k noj paixão! Como motociclista, n t li t assumi ( e isso ka eh estod t pdi desculpas nem justifica e muito menos tt bem traze d volta kem k ja parti por causa de irresponsabilidade de alguem) nos tud tem falhod na estrada, e ene so pessoal de mota, maltas d bicicleta, de corr, taxistas, corr d pão, entre outros, nos tud meste po mon na consciencia pa no espia onde kno t sslera, onde kno t “da grau” onde kno t ultrapassa, pk ser humano t falha e makna pior ainda, e ninguem katem culpa d noj erro! Por iss bo ke motociclista, ou biker, ou condutor de 4 roda, lembra kbo tem familia, lembra k tem lugares k eh errod faze certas manobras, e lembra k tem vidas na estrada na passei, na porta d sej casa sentod, pk dpos lamenta katem nenhum piada, e ka t resolve nada!
    Pa Marley, t espera kel t ter força ness momento e kel t incara uke k t bem p frente d forma mas madura possivel, pa kem ta descontente k uke t estod t contce bsot tem tud bsot razão, e mi como motociclista t sinti triste k ess sirtuaçao kno coloca noj menss! Abraço pa tud gent, e um consolo pa familia de sr Anton, k Deus t dal um descanso na se alma! PAZ!!!

  12. Ó larson!
    Deixa-te de fazer de Santinho.
    Tu gostas de andar nas ruas da cidade a grande velocidade? Gostas de levantar as rodas?
    Tudo bém. Portanto, gostas de fazer tudo o que é proibido pela lei.
    Então faz e vais preso.
    Não é preciso continuares com muita copnversa.
    Só que é uma pena porque, ninguém deseja a morte de ninguém.
    Mas se há que morrer, antes que seja um de voces!

  13. Para mim, culpados são as autoridades; não digo a Policia, porque não sei porque é que eles não atuam.
    O certo é que todos os dias tem uma moto que vem correr em frente a Escola Técnica, a grande velocidade, começa na rotundinha que fica em frente a Medicenter e Urgimed, vai fazer a volta a rotunda da Laginha, uma e outra vez, sempre em alta velocidade, num sítio onde tem um sinal de trânsito dizendo velocidade a 40 kmh e, portanto, passando bem em frente à ESQUADRA DA POLICIA NACIONAL. Pergunto, porque é que a POLICIA não os prende? Para que o sinal? O que é que teme a POLICIA?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here