MP abre investigação sobre morte das três crianças em incêndio: Suspeita de “homicídio negligente”

2179

O Ministério Público vai apurar as circunstâncias que ditaram a morte das três crianças num incêndio numa casinha de tambor em Pedra Rolada, na ilha de S. Vicente, com a ajuda da Polícia Judiciária. Em causa, conforme comunicado da Procuradoria-Geral da República divulgado hoje, estão factos susceptíveis de integrarem a prática dos crimes de homicídios negligentes e de ofensas à integridade física por negligência, previstos e punidos pela lei penal. Na instrução dos autos, acrescenta a nota publicada, o Ministério Público será coadjuvado pela Polícia Judiciária, tendo já ocorrido a respectiva delegação de competência para a realização de diligências de investigação.

Esta medida é anunciada seis dias após a ocorrência do incêndio, que terá sido provocado por uma fuga de gás enquanto os ocupantes da casinha estavam a dormir. Conforme a vizinha Albertina Silva, estavam dentro da casa o casal, os três filhos e outras duas crianças quando as chamas começaram a consumir esse pequeno espaço. Apesar dos esforços, foi impossível salvar a vida das três crianças de 3, 4 e 5 anos de idade.

Este caso abalou a sociedade cabo-verdiana e provocou ondas de solidariedade de várias pessoas, que se juntaram para auxiliar a família das vítimas. Além disso houve uma passeata para o cemitério em homenagem às crianças. Agora, o Ministério Público quer determinar as causas que terão levado a esse fatídico incêndio, já que, conforme esse próprio órgão do sistema judiciário, há suspeitas de negligência no caso.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here