Partida de futsal entre doentes mentais: “quem sabe, nunca esquece” (c/video)

549

“Quem sabe nunca esquece”, um ditado cujo saber parece aplicar-se a um grupo de utentes do Centro de Apoio a Doentes Mentais, que Mindelinsite “flagrou” a jogar no polivalente da Ribeira Bote. Embora sem a destreza de “outros tempos”, deu para se perceber que alguns ainda guardam na memória e no espírito a magia do futebol.

Segundo o monitor Ravi, essa “partida” é apenas parte de um programa dessa instituição de apoio, que visa proporcionar a prática do exercício físico aos pacientes. Assim, todas as Quintas saem para passear ou ir jogar no campo da Ribeira Bote. “Esse tipo de actividade tem um grande efeito nos seus estados de espírito. Ficam mais alegres e com outra predisposição”, assegura essa fonte, que levou consigo 32 internos do centro de apoio para fazer exercícios físicos e “disputar” uma partidinha de futsal. Apesar do sol abrasador, correram atrás da bola e festejaram os golos.

Para eles, ganhar não era o objectivo primordial, até porque não havia jogadores fixos de cada equipa. Quando um cansava, saía e dava lugar a outro. E tudo correu num ambiente de camaradagem. Alguns aproveitaram a presença do jornalista para o cumprimentar e posar para fotos.

KzB

Quem sabe…

Mindelinsite "flagrou" uma partida de futsal entre amigos do Centro de Apoio a Doentes Mentaisno polivalente da Ribeira Bote. A partida faz parte do programa de exercício físico desses pacientes. Deu para perceber que "quem sabe nunca esquece".

Publicado por Mindel Insite em Sábado, 25 de Novembro de 2017

(Visited 611 times, 1 visits today)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here