Poluição na Lajinha: Quatro navios de pesca chineses multados

1331

Quatro navios de pesca chineses foram autuados pela Capitania dos Portos de Barlavento, na sequência do derrame de combustível ocorrido ontem nas proximidades do pontão, na Lajinha. O Capitão dos Portos, Aguinaldo Lima, garante que medidas foram tomadas e a situação foi normalizada.

Lima confirmou ao Mindelinsite que, de facto, foi detectado resíduos de gasóleo a meio da manhã de ontem na praia da Lajinha, mais precisamente na zona onde a Electra faz descargas para o mar. O gasóleo era proveniente de barcos de pesca que estavam atracados no caís dos estaleiros da Cabnave.

“O vazamento foi longe da praia utilizado por banhistas. Colocamos a bandeira vermelha por precaução, mas a praia da Lajinha está apta para banho. Averiguamos a proveniência do gasóleo e autuamos de imediato os quatros navios suspeitos”, revela Aguinaldo Lima.

Mas este não foi o único “ataque” ambiental registado nesta baía por estes dias. Aguinaldo Lima confirma que foram também accionados por causa de uma possível descarga efectuada pelo navio Tarrafal, que está a ser desmantelado nos estaleiros da Onave. Neste caso em concreto, o Capitão dos Portos explica que se tratou de resíduos de madeira e esferovidro que, por acidente, foram despejados na Baía do Porto Grande.

“Não foi feita uma descarga propositada no mar. Foram despejados no mar, por descuido. Eram madeira e esferovidro provenientes de cortes resultantes do desmantelamento do navio Tarrafal, que está a ser feito na Onave. Apesar de não serem poluentes, todos estes materiais já foram recolhidos do mar. A população pode estar tranquila porque estamos atentos”, pontua.

Certo é que estas notícias causaram alarme nas pessoas, sobretudo nos apreciadores desta praia, que ficaram privadas do seu banho. É que, ao longo da manhã de ontem, pairava na Lajinha um cheiro de combustível no ar e a água apresentava alguns sinais do produto. Além disso, dizem os banhistas, havia uma quantidade anormal de lixo no mar.

Algumas pessoas, entre os quais o professor e ambientalista Guilherme Mascarenhas, Biosfera 1 e Salvador Mascarenhas publicaram fotos de peixes e de um caranguejo mortos.

Constânça de Pina

Fotos: Biosfera

(Visited 2.108 times, 1 visits today)

3 COMENTÁRIOS

  1. Imaginem que há gente que já estava a dizer que não havia nenhuma poluição.
    E que tudo nã passava duma invenção da Sokols e do PAICV:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here