PR condecora Morgadinho em São Vicente

567

O Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, vai condecorar na próxima terça-feira, pelas 18 horas no Palácio do Povo em São Vicente o histórico trompetista Joaquim Almeida com o Primeiro Grau da Ordem do Dragoeiro. “Morgadinho” integra um lote de personalidades que o Chefe de Estado tem vindo a distinguir, sob o lema “Celebrando a Histórica como alicerce da identidade, a democracia como realização do futuro”.

Morgadinho é conhecido por promover e defender a cultura de Cabo Verde, mais precisamente a sua música. Em entrevista recente ao Mindelinsite, este artista, que se diz um apaixonado pela música e pela vida e, por isso, consegue conviver com os colegas da sua geração, mas também com os mais novos, pediu aos jovens artistas para, também eles, continuarem a promover a cultura, que faz parte da identidade do cabo-verdiano.

Músico-instrumentista, compositor e intérprete, Morgadinho pertenceu ao grupo emblemático grupo Voz de Cabo Verde. Ao longo da sua carreira, editou ainda dois discos a solo, mas é quase sempre a figura central dos espectáculos em que participa um pouco por todo o mundo, graças a sua desenvoltura e empatia com o público.

“Um criol na França”, “Cabo Verde One 2000” e “Uma página voltod” são os seus temas mais conhecidos. Também compôs o instrumental “Flor Formosa”. Acompanha quase todas as suas músicas com trompete, uma paixão que diz ter importado do cinema, quando nos anos 40 do século passado, conheceu o trompetista norte-americano Henry James.

Neste momento, devido a problemas de saúde, mas também porque, como faz questão de frisar, “aos 87 anos um homem tem de conhecer os seus limites”, está mais dedicado a composição. A prova disso é a morna “Sonhe d´um crioula” que fez “por encomenda” para a jovem cantora mindelense Cremilda e que é um sucesso. Mas também é solicitado por jovens artistas para participar “dar uma palhinha” em seus espectáculos.

Morgadinho, recorda-se, foi também homenageado na 6ª edição do Krioll Jazz Festival, evento realizado pela Câmara da Praia e a Harmonia e que destaca o jazz de influência crioula e que incentiva o intercâmbio de artistas nacionais e internacionais. Na ocasião, este artista partilhou a homenagem com todos os músicos nacionais já falecidos, caso por exemplo do Bana, Luís Morais, Frank Cavaquinho e Ildo Lobo.

Constânça de Pina

(Visited 1.441 times, 1 visits today)

6 COMENTÁRIOS

  1. Homenagem merecida pelo meu grande amigo Morgadinho. Há um grande erro quando diz que foi ele quem compôs ‘Flor Formosa’.
    O compositor de ‘Flor Formosa’ foi :Djack do Carmo,que o compôs para a minha mãe ,Maria Cristina.Caso queira mais alguma informação sobre o assunto pode me contactar.
    Bem haja o nosso presidente ,Jorge Carlos Fonseca ,as homenagens devem ser feitas em vida.

  2. Congratular o Dr Jorge Carlos Fonseca, o nosso presidente pelo gesto que abarca toda a morfologia da caboverdianidade; seguidamente, dizer que o nosso obrigado para com o Sr Morgadinho é eterno.
    Precisamos de facto rejuvenescer a nossa terra e a nossa cultura. Unidos na cultura seremos um cabo-verde melhor.

  3. Com muita Aligria que eu ficei a ouvir esta notícia , Eu sou grande fã deste grade músico e compositor , e Amigo.
    Muito obrigado ,o nosso Presidente , uma iniciativa a louvar.

  4. Como este grande trompetista, cantor e compositor de Cabo Verde que merece este reconhecimento instuiticional pelo presidente do mesmo país. Como instrumentista Angolano aprendi muito com Morgadinho e Luís Morais, merecido.👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏

  5. Haja sensibilidade para reconhecermos Grandes Vultos da Musica de Cabo Verde, como é MORGADINHO!
    Merecidamente esta condecoração e louvável o gesto da Presidência da Republica. Parabéns

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here