Prevenção e (in) Segurança III

Por Alcides da Luz*

Outra ação terrorista aconteceu na UE (União Europeia), desta feita, mais uma vez em França. Tudo indica que na UE, neste momento, os terroristas têm soldados adormecidos (células) e que estrategicamente vão sendo acionados para realizar ações. Isto tudo exige, da parte dos terroristas, inteligência na planificação de ações e muito dinheiro para recolha, analise e articulação de informações. Operacionalmente esses “soldados” estão bem treinados e financeiramente fortes, com muita facilidade em mobilidade, contactos e conhecimento do terreno.

Os Serviços de Informação e Segurança da UE continuam sem encontrar respostas preventivas para antecipar as ações dos terroristas. Está claro que a ameaça terrorista é por de mais evidente na União Europa. Ninguém pode negar isso.

Um dos grandes problemas das Forças de Segurança está na recolha, análise e articulação de Informações. Todos os dirigentes policiais sabem que os Governos têm aversão em investir no sector da informação e é aí que reside as fraquezas e as fragilidades na prevenção e no combate à criminalidade, em particular, a luta contra o terrorismo.

Em Cabo Verde, o que estamos a fazer, em termos Estratégicos, Operacionais e Táticos para prevenir e combater o terrorismo? Ou estamos nessa de que somos bonzinhos, não incomodamos ninguém, por isso está fora de cogitação e nem por hipótese, acontecerá uma ação terrorista em Cabo Verde e logo num país que aposta forte no turismo, na construção de grandes infraestruturas turísticas, na organização e realização de grandes eventos culturais?! Mas quem acha que os cabo-Verdianos não incomodam está verdadeiramente enganado. As nossas tomadas de posições a nível internacional (Diplomático) e o apoio aos países que o Estado Islâmico tem como alvos são de levar em consideração e apostar seriamente na PREVENÇÃO.

Pensar na prevenção, suscita–nos questionar, a saber:

  • As nossas Policias estão preparadas operacionalmente e motivadas a ponto de dar resposta, em tempo útil, a uma ação terrorista?
  • As empresas de segurança privada estão a nível de informação, preparação e conhecimento para prevenir e combater o terrorismo?

Quem de direito deve responder a essas questões para que os cidadãos não fiquem preocupados, porque, actualmente, todos os cidadãos no mundo sentem-se ameaçados pelos terroristas. O sentimento de insegurança está instalado na mente das pessoas o que é muito perigoso.

* Intendente da PN na Reforma

2 COMENTÁRIOS

  1. Sinceramente meu Caro:
    Vos o que tem a penssar é Controlar é acabar com Essa merda dos kassubody é deixar de paranoia e megalomania sempre a meter a colher na panela alheia.
    Paxenxa

    • Tem razao meu caro. Pergunto – lhe se alguma vez colaboraste com as Policias na Prevencao e no Combate a Criminalidade. O Kassubody existe porque ha exclusao social, pobreza extrema, falta de colaboracao com as Policias, inexistencia de articulacao de informacoes entre as FS e Ordem Publicas , desemprego e falta de cultura de auto – seguranca em CV.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here