Regional de SV: Micá aplica goleada ao Derby e Mindelense salta para liderança

427

O Mindelense arrebatou ontem a liderança ao Farense na quarta jornada do campeonato de S. Vicente com uma vitória por 2 bolas a zero no estádio Adérito Sena. Os pupilos de Rui Alberto foram mais eficazes frente à baliza adversária, com golos de Fredy e Lela nos dois períodos, mas, para o guarda-redes Piduca, a formação de Fonte Filipe entrou no campo com a clara intenção de tentar quebrar as garras aos “leões encarnados”.

“Foi um jogo duro, tal como estávamos à espera, porque o Farense tem vindo a crescer e estava na liderança. O Mindelense é uma equipa acostumada a estar no comando e tínhamos de fazer tudo para vencer a partida. Encontramos o Farense que esperávamos, mas acho que foi um resultado justo”, comenta o homem da baliza do clube encarnado, para quem o Mindelense ficaria numa situação complicada se perdesse os três pontos.

Do lado do Farense, reconhece o técnico Bassana, seria um forte alento se a vitória sorrisse aos rapazes de Fonte Filipe. Só que, salienta o treinador, o futebol gosta de pregar peripécias e ontem o Farense foi vítima de uma dessas partidas: cometeu dois erros e sofreu dois golos, num jogo em que, segundo Bassana, qualquer uma das equipas poderia ganhar.

“Seria uma grande motivação para nós aumentar a diferença para cinco pontos, mas os meus jogadores estiveram bem em campo. Vamos continuar a lutar para encontrar o nosso espaço na primeira divisão”, sublinha Bassana, cuja equipa mantem o segundo lugar da prova com nove pontos, enquanto o Mindelense passa à frente com um ponto a mais.

A anteceder esse jogo da jornada, o Derby defrontou a Académica do Mindelo e, para espanto geral, a formação azul e branca saiu do estádio com uma pesada derrota. A Micá aplicou uma goleada de 4 a 1 ao Derby, equipa esta que só marcou o tento de honra praticamente ao cair do pano. Segundo Pepa, a Académica foi para o campo ciente de que iria defrontar um adversário forte e soube converter as oportunidades em golo. Apesar do resultado dilatado, o atleta considera que isso foi fruto da entrega da sua equipa. Com essa vitória, os estudantes contabilizam sete pontos e deixam os adversários com os mesmos quatro pontos.

Hoje, o Batuque, quarto lugar provisório com 6 pontos, defronta a formação da Salamansa, enquanto o segundo encontro coloca em confronto o Corinthians e o Castilho, os dois clubes que ainda não pontuaram e correm o risco da despromoção.

KzB

(Visited 666 times, 1 visits today)

1 COMENTÁRIO

  1. S.Vicente precisa começar a equacionar a possibilidade de passar a ter “DEZ” EQUIPAS NA 1ª DIVISÃO. Se por exemplo subissem o Amarante e o Falcões do Norte sem nenhuma descida, a 1ª divisão ficaria com 10 equipas e a 2ª divisão com 4 equipas. Essa diminuição de duas equipas na 2ª divisão, poderia ser compensada com a entrada do Cantarêra e do Estoril de Monte Sossego ou do Vasquianos (ou outras equipas) que já são equipas com muito tempo de estrada. É só tentar conversar e chegar-se a um entendimento. Não devemos andar a correr atrás de ter muitas equipas só por ter mas, parece-me que o futebol de S.Vicente já precisa disso. Traria mais competitividade. Mais possibilidades de competição para equipas que tendem a ficar na segunda metade da tabela. Hoje por exemplo, a partir dos quatro primeiros lugares normalmente reservados aos quatro grandes (Mindelense, Académica, Dérby e Batuqie), tudo o resto está sempre a lutar para não descer de divisão. Não existe a luta por posições intermédias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here