Semana Nacional da Cidadania: Escritor Germano Almeida distinguido com Certificado de Excelência

133

O escritor Germano Almeida foi galardoado com o Certificado de Excelência pelo Observatório da Cidadania Activa de Cabo Verde, uma distinção instituída por este organismo com o objectivo de fomentar boas práticas dos cidadãos a nível nacional. O certificado foi entregue hoje de manhã no Centro Cultural do Mindelo, num acto enquadrado na Semana Nacional da Cidadania, que acontece sob o lema “Cidadania ativa, mais e melhor sociedade” até 18 de Maio, dia mundial da cidadania. As actividades acontecem um pouco por todo o arquipélago e serão encerradas no Município do Paul, em Santo Antão, com uma conversa sobre cidadania ambiental.

A escolha do escritor e Prémio Camões 2018 para receber o Certificado de Excelência, em matéria de cidadania ativa, deve-se, segundo a vice-Presidente do Observatório, Janice da Graça, ao facto de se tratar de uma das maiores figuras da cultura cabo-verdiana e, ao mesmo tempo, uma das maiores referencias da literatura dos países da CPLP. “O certificado de excelência visa estimular, valorizar e reconhecer boas práticas da cidadania activa no todo nacional e na diáspora cabo-verdiana, bem como reconhecer cidadãos, instituições ou organizações que tenham contribuído, de forma relevante, para a promoção e projeção da imagem do país, nos mais diversos domínios”, explica Janice Graça. 

Ao receber este certificado, Germano Almeida prometeu fazer jus a esta distinção que, explica, é motivo de muito orgulho e incentiva os jovens a descobrirem, a seu tempo próprio, o que querem fazer desta sociedade e como podem dar o seu contributo para o seu desenvolvimento.

A Diretora da Comissão Nacional dos Direitos Humanos e Cidadania, representada pela comissária Sandra Neves, enalteceu a criação do Observatório da Cidadania Activa de Cabo Verde, uma iniciativa que considera ser um contributo primordial para que a sociedade cabo-verdiana esteja cada vez mais ciente da importância do exercício efetivo da cidadania. Desse modo, entende, os cidadãos poderão estar mais cientes dos seus direitos e deveres, exigindo o que lhes é devido e cumprindo as obrigações que implicam a vida em sociedade. “Ser cidadão é, antes de mais, viver em sociedade e gozar de direitos civis e políticos dentro de um Estado ou país. A cidadania desenvolve-se na relação que estabelecemos uns com os outros no dia-a-dia, enquanto seres humanos, com a coisa pública e o próprio meio ambiente e deve ser perpassada por temáticas como a solidariedade, democracia, solidariedade, ecologia e a ética. Pressupõe uma participação activa e engloba muito mais do que votar nas eleições ou pagar impostos”, salienta. 

A semana nacional da cidadania será marcada por questões como cidadania ambiental, fiscal, cultural, família e cidadania e ainda “O que posso eu fazer pelo mundo a partir do meu país?” Temas abordados, segundo o Presidente do Observatório, Orlando Lima, em diversas partes do país, em parceria com as Câmaras Municipais, instituições e redes de jornalistas para questões da população. 

“O Observatório da Cidadania de Cabo Verde é um espaço de participação e de partilha dos cidadãos, organizações civis, instituições públicas e privadas, todos unidos por um objetivo comum. Uma organização com forte carácter pedagógico, que se assume como mais um aliado das diversas instituições e do público em geral, nas questões relacionadas com a cidadania”, conforme as suas linhas gerais.

O objectivo é promover, monitorizar e analisar o exercício da cidadania ativa em Cabo Verde, realizar estudos e publicações de avaliação do desempenho da cidadania, incentivar e propor medidas junto dos poderes local e central, numa perspectiva de melhoria e eficácia da relação cidadão/instituições e estimular boas práticas dos cidadãos a nível nacional.

Natalina Andrade (Estagiária)

(Visited 196 times, 1 visits today)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here