Serenata do LLL: ausência de professores considerada “falta de ética profissional”

981

A serenata em comemoração aos 50 anos do Liceu Ludgero Lima foi marcada pela ausência dos estudantes e por uma presença residual dos professores desse estabelecimento de ensino secundário. Esse desinteresse foi mal digerido pelo Director da escola, que classificou o comportamento dos colegas docentes como uma autêntica falta de ética profissional. “A adesão das pessoas não foi aquela que esperávamos, a começar pelos professores. Os estudantes também não compareceram, apesar de termos agendado o arranque da tocatina para as dezanove horas, já com o intuito de aproveitarmos o término das aulas. Mas, tanto os alunos como os professores saíram e preferiram ir para casa”, revela Cândido Delgado, para quem essa atitude pode ainda ser entendida como uma falta de consideração pelo patrono do liceu e de desconhecimento dos docentes da importância da escola na história de Cabo Verde.

Quem estranhou também essa ausência massiva é o professor José Mascarenhas. Para ele isso é estranho porque foi feita a devida divulgação do evento na escola e nos meios de comunicação social. “Apesar de não estar muita gente, o ambiente está agradável”, realça.

Para a professora Fedra Melo, a iniciativa da escola é de se louvar, mesmo com a presença de pouca gente, porque o Liceu Ludgero Lima merece. Como diz é difícil levar os alunos a comparecer a esse tipo de evento, mas sublinha que eles devem ter em mente que o futuro lhes pertence.

Poucas vozes juntaram-se esta noite para cantar pelas ruas da cidade do Mindelo um leque de mornas escolhidas a dedo, como prova de consideração pelos 50 anos de vida do Liceu Ludgero Lima. Alguns professores marcaram presença, assim como ex-alunos desse simbólico estabelecimento de ensino. Para amanhã está agendado um baile com música ao vivo no pátio da secundária.

Kim-Zé Brito

(Visited 1.043 times, 1 visits today)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here