Sonangol acusa Isabel dos Santos de transferir 38 milhões após exoneração

173

A Sonangol está a acusar Isabel dos Santos de ter autorizado a transferência de 38 milhões de dólares da petrolífera angolana para o exterior, dias após a sua exoneração enquanto presidente da empresa, diz a agência Bloomberg.

De acordo com o actual chairman da Sonangol, Carlos Saturnino, o dinheiro teve como destino uma empresa no Dubai, a Matter Business Solutions DMCC, tendo a anterior presidente da Sonangol usado o banco português BIC para concretizar estas operações.

Ao todo, foram identificadas pela petrolífera do Estado angolana mais de 36 faturas por serviços não especificados, entre os dias 2 de Novembro e 19 de Novembro, submetidas pela Matter Business ao BIC, banco controlado em parte pela filha do antigo Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos. Isabel dos Santos viria a ser exonerada a 15 de Novembro.

Segundo Saturnino, a Sonangol já reportou o caso às “autoridades competentes”. O novo PCA da Sonangol disse que quando chegou à presidência da Sonangol, em novembro do ano passado, foi recebido por “uma manifestação de trabalhadores que não recebiam salários”.

Revela ainda que, entre Novembro de 2016 e Novembro de 2017, período em que Isabel dos Santos esteve à frente da empresa, a Sonangol gastou 135 milhões de dólares (110 milhões de euros) em consultorias. Quando tomou posse como presidente, Carlos Saturnino encontrou “um número elevado de conflitos judiciais e arbitrais”.

Este não é o primeiro conflito entre Sonangol e a anterior chairwoman. Recentemente, o Governo angolano, liderado desde Setembro do ano passado por João Lourenço, revelou que não recebeu os dividendos provenientes da sua posição na portuguesa Galp. Em causa estavam cerca de 438 milhões de euros pagos em dividendos pela Galp à Esperaza, holding detida pela Sonangol e por Isabel dos Santos, que nunca chegaram aos cofres da petrolífera estatal angolana.

A notícia foi prontamente desmentida pela empresária angolana, que assegurou que a Sonangol recebeu os dividendos da Galp , tendo inclusive pagado os impostos relativos aos mesmos dividendos às autoridades holandesas.

C/agências

(Visited 184 times, 1 visits today)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here