TIR para subgerente do BCA suspeita de desviar 35 mil contos

946

O Tribunal aplicou Termo de Identidade e Residência e proibição de saída de país à subgerente da agência do Palmarejo do Banco Comercial do Atlântico, suspeita de desviar 35 mil contos. A mulher teve também de pagar uma caução para aguardar o desenrolar do processo em liberdade.

Este caso tornado público pela PJ no Domingo, mas a identidade da mulher nunca foi revelada. Foi o BCA que, conforme comunicado desta polícia, accionou as autoridades. Suspeita-se que os desvios ocorriam desde 2017.

Entretanto, o Banco já veio ontem tranquilizar os clientes de que este foi um caso isolado que não afecta os depósitos dos clientes. Garantiu ainda que assim que soube do sucedido adoptou “medidas imediatas” visando “minimizar” a possibilidade de novas “situações análogas”.

“O cargo de sub-gerente é de confiança e de elevada responsabilidade, daí ter sido um caso claro de abuso de confiança por parte da mesma em relação ao Banco, não pondo em causa a segurança dos valores dos clientes colocados à nossa guarda” , informa o BCA em nota.

Esta lembra ainda que os clientes são a sua razão de existência e promete continuar a trabalhar para merecer e retribuir a confiança que estes depositam na instituição.


(Visited 1.516 times, 1 visits today)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here