VO contesta decisões da Ligoc e diz que não vai desfilar no Carnaval 2019

1862

O grupo Vindos do Oriente, bi-campeão do Carnaval de São Vicente, decidiu ficar de fora do desfile oficial em 2019 por não compactuar com decisões e directivas da Liga Independente dos Grupos Oficiais do Carnaval (Ligoc-SV), informa a presidente em conferência de imprensa realizada na tarde desta quinta-feira. Esta, segundo Lili Freitas, não é uma decisão tomada de ânimo leve e garante que tentou por todos os meios evitar essa ruptura. Mas, diante da “intransigência” e do “isolamento” do grupo dentro da Liga, entendeu que Vindos do Oriente deveria afastar-se.

A alteração do trajecto e do horário do desfile do Carnaval em 2019 fez esgotar a paciência da direcção do VO. “Sempre trabalhamos para desenvolver o carnaval mindelense, mas temos vindo a perceber que esta festa está a fugir da nossa forma de pensar. Aguentamos o máximo possível na expectativa de um entendimento.  Mas, após a reunião de ontem, decidimos afastar porque percebemos que o caminho que o Carnaval de São Vicente está a tomar foge do nosso propósito de divertir e fazer uma festa para o povo”, diz dona Lili.

Há mais de 50 anos no Carnaval, primeiro como assistente e depois como presidente do VO, D. Lili entende que não se pode comparar esta festa mindelense com a de nenhum outro país. “O Carnaval, da forma como querem fazer, foge da nossa realidade. O VO não pode compactuar com isso. Por isso entendemos que é hora de fazer a nossa retirada do desfile”, declarou esta “senhora” do Carnaval de São Vicente com voz embargada pelo choro. “O VO não entende e não consegue enquadrar-se nas decisões administrativas da Ligoc”, desabafa a responsável do VO, mostrando-se inconformada com a “resistência” encontrada dentro da Liga em relação ao seu grupo. “São quatro contra um”, elucida. 

Brincar o Carnaval

Para a presidente do VO, as tais decisões administrativas estão a desvirtuar o Carnaval mindelense, razão pelo qual o grupo decidiu não participar no desfile oficial. “Nas actuais condições não vamos desfilar no Carnaval 2019. O afastamento do Estrelas do Mar é outra razão, mas são sobretudo as medidas administrativas que estão a afastar o VO. A forma de trabalhar da Liga não se enquadra na nossa maneira de pensar e fazer o Carnaval. Somos a favor de brincar o Carnaval com a população. Por isso é que digo que é com muita mágoa que tomamos a decisão de não desfilar, pelo menos nas actuais condições.”

Para D. Lili, o trajecto e o timming pretendidos – Rua de Lisboa, Rua Machado, Praça Amílcar Cabral e saída no Dom Paco e o horário entre as 15 e as 18h30, impreterivelmente – são uma falta de respeito para com a população, que é quem na verdade faz o Carnaval desta ilha. “O desfile vai ser em apenas ¾ do trajecto habitual. Quem chegar atrasado, simplesmente nunca mais vai ver o primeiro grupo. Exigimos respeito para com os foliões e para com a população”, desabafa a presidente do VO, que diz ter protelado trazer estas questões a publico porque faz parte do Conselho Consultivo da Liga.

No entanto, todo este mal-estar, afirma, é porque a Liga já nasceu com problemas. Cita por exemplo a ausência de um Estatuto próprio, mas também a pressa para a sua criação. “Tivemos de adoptar um Estatuto de fora, com ligeiras correcções feitas. Depois tivemos muita pressa em montar a Liga. Este Sábado já vamos ter o sorteio, cinco meses antes do carnaval. Isto é inédito. E a única explicação que nos dão é que lá fora, no Tenerife e no Brasil, já fizeram os sorteios. Nós não somos Brasil ou Tenerife. Somos mindelenses, sanvicentinos, não podemos admitir tanta imposição e falta de respeito.”

Actividade com foliões

Apesar de estar fora do desfile oficial, a direcção do Vindos do Oriente equaciona fazer alguma actividade com os seus foliões e adeptos, até porque, diz, todos os anos é muito acarinhada pela população, que reconhece o seu trabalho e são a sua energia. Aliás, é por causa desse reconhecimento e do amor ao Carnaval que ainda essa figura histórica da festa do Rei Momo conseguiu se “aposentar”. “Todos os anos digo que vou parar, mas, quando chego na Rua de Lisboa, não consigo prometer que no próximo ano não vou estar presente. Devo isso às pessoas e aos patrocinadores que sempre acreditam no VO. Temos consciência do impacto da nossa decisão, mas a Liga talvez não”.

Relativamente à polémica entre o Estrelas do Mar e a Ligoc-SV, que tem feito rolar muita tinta, D. Lili limita-se a dizer que o grupo merecia mais respeito porque não está a surgir agora. Aliás, lembra, o desejo de estar no Carnaval de São Vicente é anterior à criação da própria Liga. “No ano passado manifestaram o desejo de participar no desfile oficial. Enfrentaram algumas dificuldades e decidiram esperar. Penso que, com a sua história, o EdM deveria ser avaliado de outra forma. Não sei como deveria entrar e nem como deveria ser julgado, mas o EdM merecia mais respeito”, finaliza.

Constânça de Pina

(Visited 6.741 times, 1 visits today)

4 COMENTÁRIOS

  1. Dona Lili tem toda razão, como é possivel um grupo sair ma rua de Lisboa e sair no Don Paco, e as pessoas que chegam atrasadas, como ficam? Desde da criação desta LIGOC viraram o foco simplesmente em fazer render mometariamente o carnaval de S. Vicente e não preocupar com a população saovicentina. Quanto a Estrela do Mar é um grupo emblematico, vamos ter mais respeito pq todos nós amamos o EDM, parece que estas 2 vitorias do Vindos de Oriente ja esta a preocupar muita gente, haja vergonha, ou sera que neste país há corrupção em tudo.

  2. Infelizmente devo dizer que os principais responsáveis desta situação são a Câmara Municipal de São Vicente, seu Presidente e a sua Pseudo Vereação da Cultura que se apoiou na Criação da Mal Formada LIGOC-SV para fugir das suas responsabilidades na organização e realização do Carnaval Mindelense. Com este expediente a CMSV, deu ainda no Carnaval 2018 o primeiro passo para acabar com o nosso Carnaval. Não entendo como é que com tantos problemas que esta organização vem criando e vai continuar a criar até Março de 2019, com as imposições e intransigências do seu presidente e restantes membros da direção a CMSV enquanto entidade máxima da Ilha e tutela do Carnaval do Mindelo ainda não tomou uma posição firme para salvaguardar os interesses Culturais, turísticos económicos da ilha e da sua gente. A CMSV ja deveria ter tomado uma decisão firme sobre a participação do Estrelas do Mar no desfile Oficial do Carnaval 2019, mas nada se diz e nada se faz. No entanto vai para o Brasil com a LIGOC-SV fazer copy paste até no modelo evidenciação dos Orgãos de Comunicação e Imagem que anualmente divulgam e promovem o Carnaval do Mindelo com meios próprios e sem pedir nada a ninguém. Haja bom senso porque o nosso Carnaval nunca foi apreciado por competir com os do Brasil, Veneza Tenerife ou outro, mas sim pela sua genuinidade, originalidade e involvência popular.

  3. Quanto ao novo o trajecto – Rua de Lisboa, Rua Machado, Praça Amílcar Cabral e saída no Dom Paco eu entendo a decisão do presidente da LIGOC, pois sendo a empresa dele que explora as Bancadas, os Camarotes e o grande Bar Restaurante do Carnaval entre o ApartHotel e os Correios no Desfile Oficial do Carnaval Mindelense parece-me que as pessoas que não conseguem comprar um lugar nas bancadas não podem assistir os desfiles.

  4. Ha muito tempo que o nosso carnaval esta sendo desviado do seu cordão umbical o povo esse que faz um esforço grande em ir ver e ha gente de todas as partes da ilha que nem sequer quando se reuniram pensaram neles mas que falta de respeito …estrelas do mar merecia muito mais que participar porque e um grupo das antigas com história assim como as outras deveriam deixar o nosso carnaval sem comparações com brasil ou bla bla bla d.lily tem razao somos saovicentinos pena que muitos quando se reunem nao desviam o olhar para quem de bem o merece …Muitas familias são carênciadas ha muitas que se deslocam a pé para ver o carnaval e voçes criam bancadas tipo pagamento em estádio de futebol para ver algo que ha muito tempo ja pensavam em lucrar ..porque nao criem condicoes para todos pensem nos necessitados e nao nos engravatados .apresentem 1 a 1 as pessoas que trabalham arduamente no frio das noites para que sao vicente tenha um bom carnaval nao basta so apresentar reis e rainhas ou compositores façam um carnaval com outros intresses e assim ganham a confiança do povo .Esta e a minha opiniao mesmo que eu desviei um pouco do assunto mas ta no seio aquilo que se pensa ..eu dei a minha opinião.💪👀👂

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here